A PARCIALIDADE DO JUCA

IMG_3772Bom Dia Palestrinos,

A nossa imprensa é vendida, muitos inclusive não são apenas vendidos, mas são além disso, não sabem separar a sua paixão clubística de seus comentários expondo uma parcialidade até patética, porém cabe uma ressalva deste blogueiro, há hoje em dia vários programas esportivos em todas as mídias onde há comentários de pseudos jornalistas, mas que expõem sua paixão clubística, logo são programas que transparentemente possuem uma dinâmica diferente e um formato visando estes depoimentos clubísticos, não é o caso em questão nesta publicação, pois a critica ira se referir a um programa e TV fechada que se diz imparcial.

Pois bem, ontem por volta das 21 horas, um companheiro, chamado Juca (isto está gravado) proferiu, de forma até demagoga, criticas que as considero gravíssimas sobre uma entrevista feita por Alexandre Mattos, no programa Bola da Vez da ESPN, expos uma visão totalmente distorcida e deturpada do que foi dito pelo Diretor Executivo do Palmeiras. Veja abaixo algumas das frases desde senhor:

O Bola da Vez com Mattos foi deplorável!

Deplorável a participação de Mattos no Bola da Vez!

Ele revelou-se um humorista de 1° a 5°!

Não respondeu uma pergunta que fosse com verdade!

Tudo ele achava um jeito de escapar!

Este cara é que achamos ele moderno?

Ele (Mattos) é mais um sabonete!

Diante dessas melancólicas atrocidades ditas por este senhor, até os demais da tal mesa redonda ficaram perplexos, sem entender a necessidade de nosso querido companheiro em proferir tantas criticas alucinadas.

Só farei uma unica pergunta sobre as criticas: De onde o tal senhor tem embasamento para dizer ao vivo e publicamente, diante de uma entrevista de Alexandre Mattos, que o entrevistado foi e/ou é mentiroso?

Infelizmente o rancor e amargura de alguns, ainda com espaço na TV, só demonstram como o problema não está apenas no futebol brasileiro, mas também na imprensa esportiva.

Em tempo, o mesmo senhor ainda teve tempo para esbravejar de forma caótica sobre o mando de jogo da Ponte Preta em Cuiabá, visivelmente transtornado, afinal o Palmeiras foi novamente beneficiado, como já havia ocorrido no jogo contra o AUDAX no Paulista, mas recuperem o mesmo programa, após a 1° rodada do Brasileiro e vejam se o mesmo também se transtornou com o fato do CR$ ter mandado seu jogo contra seu time de coração no mesmo estádio, claro que não!

Juca, não é quem vcs estão pensando!

O RESGATE DA CONFIANÇA EM CLÁSSICOS! CARREGAMENTO FULL…

Bom Dia Palestrinos,

Mas não é só um bom dia, é um belíssimo dia e será uma grande semana, que todos estejam contagiados com o entusiasmo deste pacato blogueiro.

O titulo desta publicação me remete a uma certeza definitiva e que ontem, em minha visão, teve sua etapa final de carregamento desta confiança concluída, pois depois deste domingo, não tenho mais nenhuma duvida, o Palmeiras resgatou de vez por toda a confiança do seu torcedor em clássicos e isso é realmente definitivo.

Sim, você pode até dizer que esta confiança já existia após as belas vitórias contra o mesmo SPFW do Jardim Leonor no Paulistão e contra o SCCP no Estádio Federal de Itaquera, sim, até poderia, mas o palmeirense ficou muito ressabiado diante de três temporadas patéticas, e por isso, esta certeza de vitória em clássicos ainda não era algo unanime, mas confesso ou decreto, como preferir, após o jogo de ontem não há quem duvide que agora somos o time a ser batido em clássicos, infelizmente, as grandes vitórias contra nossos principais rivais não estão refletindo na nossa classificação no Brasileiro.

Os números são saborosos e precisam ser enaltecidos! Nos últimos 6 clássicos, foram 4 vitórias, 1 empate e 1 derrota, esta infelizmente na final do Paulista na Vila Belmiro. Foram 2 jogos contra os três rivais, contra o Santos, o único equilíbrio, 1 vitória, 1 derrota, mas cabe aqui uma reflexão, o time da baixada tem a perspectiva quase certa da perda de Robinho o que transformará o time de bonzinho para grande candidato a ficar na segunda pagina da tabela Forever e namorar a zona de rebaixamento, já o Ex-Champions League, o Rildo Team de Itaquera temos um retrospecto de 1 vitória e 1 empate formoso, afinal, esta peleja foi a semifinal do Paulista e nos pênaltis o derrotamos em pleno Itaquerão, nossa segunda casa, alias, nossa vitória também foi lá, nos resta mais um jogo na temporada que será na nossa primeira casa, no Allianz Parque e não temos duvidas, é vitória garantida.

Por fim, num destaque especial em paragrafo exclusivo, temos o retrospecto de 2 jogos, 2 vitórias, 7 gols marcados e nenhum gol sofrido contra o time em decadência, que não paga salario, mas anda pagando pato (entenderam o trocadilho?), estão vendendo o almoço pra pagar o jantar, se desfazendo de jogador pra sobreviver, com um estádio que só lota em dia de chuva, lota de água em tudo que é lugar, estádio velho meu amigo é uma mercadoria, mas se for para enumerar todos os aspectos da decadência não acabo hoje, então vamos focar aqui e deixar a zoeira de lado, será que conseguirei? Rogério Ceni já conhece bem a área interna das redes do Allianz Parque, afinal foi lá dentro 7 vezes e nosso próximo jogo contra o time do Jardim Leonor será no Arcaico estádio da zona sul e não me atrevo a ficar em cima do muro, seremos sim os vencedores e não será meia duzia de bambis esperneando na arquibancada que fará mudar a minha visão e a atitude deste Palmeiras em 2015, afinal já jogamos duas no Allianz Parque, duas sapecadas, sendo esta segunda, pra variar, novamente um time badalado, que uma vitória o daria a liderança do campeonato, mas lamento frustar nossos fregueses, não será desta vez e se depender de nós, não será nunca!

Deixo aqui uma pergunta: Quem você escalaria para seu time? Rafa Marques, sem custos ou Pato, 40 milhões.

Menção honrosa para Marcelo Oliveira que fez um time que sempre teve posse de bola jogar de forma inteligente no contra ataque e sabendo usar muito bem a boa base deixada pelo Oswaldo de Oliveira.

LUCAS BARRIOS, UMA CONTRATAÇÃO DE EXCELENCIA

lucasbarrios

Bom Dia Palestrinos,

Esta publicação poderia ter outro titulo: RESPOSTA AO MAU AMADO DO MAURO CEZAR PEREIRA, mas prefiro não dar audiência para um jornalista que passa, atualmente, por uma fase de tentar ganhar notoriedade de tudo que é forma e pelo jeito já percebeu que mexer com a nossa torcida vai gerar a ele frutos de visibilidade.

Muitos questionam a contratação de Lucas Barrios argumentando que estamos trazendo um atacante reserva da seleção paraguaia de 30 anos. Esta é simplesmente a argumentação mais inútil de todas, só estou citando a mesma por dó de quem não tem argumentos.

Há duas formas simples de analises: A objetiva, com números e a subjetiva, baseado em comentários e analises de desempenho feitos por especialistas.

Como a objetiva é algo tangível e sem parcialidades clubísticas, vamos aos números, mas me perdoem, terei que comparar com um tal Paolo Guerrero, atacante peruano badalado pela imprensa, obviamente porque o mesmo atuou no time mais querido pela metade dos jornalistas e agora se transferiu para o time mais amado pela outra metade dos jornalistas.

Vamos na jugular logo:

Lucas Barrios Paolo Guerreiro
Idade 30 anos Idade 31 anos
Jogos 354 Jogos 416
Gols 159 Gols 139
Média de Gols 0,44 Média de Gols 0,33

lucasbarriosOs dados são públicos, não duvidem, procurem nos portais de estatísticas e confirmem!

Como os números não mentem, contratamos um jogador mais jovem e mais letal por um custo menor e salário muito menor, logo não há discussão, contratar Lucas Barrios foi muito mais negócio e digo sem sombra de duvidas que será muito mais efetivo que a contratação do time da mídia carioca!

Partindo para analise subjetiva, Lucas Barrios teve dois grandes desempenhos no Colo-Colo nas temporadas 2008-2009 e no Borussia Dortmund entre 2009-2012, depois disso se transferiu para o futebol chines em busca da tal “independência financeira”, porém no ano passado emprestado pelo Spartak Moscou para o Montpellier deu sinais que ainda tem muito apetite de gols e gana de vencer!

Ao lado, dados do portal de Lucas Barrios com suas estatísticas em cada clube que passou, exceto a seleção paraguaia.

Abraços!

ESTÁDIO LOTADO OU TV ABERTA?

palmeiras-sport-arena-rib-7Bom Dia Ilustres Palestrinos,

Não entendeu o titulo desta publicação? Explico!

Em 2015, nós palmeirenses estamos experimentando uma condição unica, nunca antes lotamos tanto o estádio como ocorre neste ano, tudo bem, que em outras épocas, lá pra trás, o Palmeiras tinha bons públicos nos seus jogos, mas neste ano há um elemento especial, a grana, bufunfa, arame, $$$, as pratas que estão caindo na conta do Palmeiras com os seus jogos no Allianz Parque.

Antes, quero aqui deixar claro que não vou entrar na discussão se os preços dos ingressos estão caros ou não e também não vou entrar nesta hipocrisia que alguns fazem criticando os torcedores que festejam boas rendas para o clube, afinal, dinheiro pro clube, desde que não seja desviado, será empregado em elencos mais fortes, o que acarretará em time forte e títulos, logo, quem comemora renda, na verdade está comemorando a perspectiva de ver seu time cada vez mais forte e campeão, então não me venham com esta hipocrisia sem fim.

Voltando ao assunto desta publicação quero aqui comparar o que é melhor para o clube: Ter seus jogos com estádio cheio e belas rendas ou ter uma exposição massiva na TV, assim, tendo uma fatia maior no dinheiro dos direitos de Televisão?

Infelizmente, em pesquisa vasta feita por este humilde blogueiro, não é possível precisar de forma tangível o quanto a exposição na TV Aberta gera um impacto na presença de publico no estádio, mas é um assunto que tem que ser analisado, afinal, ao contrario das ligas europeias, onde praticamente todos os jogos são transmitidos e os estádios, quase todos, estão lotados, aqui no Brasil com os direitos de Televisão exclusivos a uma unica emissora, este cenário é importante e precisa ser avaliado.

Mesmo que os jogos não sejam transmitidos para a cidade onde ocorre a partida, o fato é que a forte exposição do clube na TV aberta dá para o torcedor uma comodidade que terá acesso ao seu time muito mais que o clube que não tem a mesma exposição, logo este torcedor, com a sensação de “realização” ou que o seu consumo com o seu time de coração está sendo atendido, eventualmente ele pode abrir mão de ir ao estádio já que sua fome já foi saciada, concordam?

Realizei alguns estudos que comprovam que a tese acima é verdadeira, obviamente que esta pesquisa foi feita com amigos torcedores do SCCP, afinal, nós, palmeirenses não desfrutamos desta exposição em TV Aberta.

Enfim, a pergunta é pertinente: Se os jogos do Palmeiras fossem transmitidos pela TV Aberta, o clube teria a mesma presença massiva da torcida? Resposta: NÃO! Mas não fiquem bravo com minha logica!

Logo o que é melhor? Ter uma grana maior da renda dos jogos ou receber mais grana da TV? A exposição na TV gera outros frutos, principalmente nas outras praças, mas também gera aquela sensação “não aguento mais ver este time” o que gera também uma antipatia maior do publico geral, mas claro que ninguém quer seu time de coração seja o segundo time de ninguém, mas também ninguém quer que seu time seja tão odiado assim, mas e como fica o clube que não tem esta exposição, mas lota o estádio? Neste caso, só há o lado positivo, pois se cria neste cenário uma imagem que aquele clube é seguido por apaixonados! Esta visão passa a ser espalhada não apenas entre sua própria torcida, mas também pelos torcedores rivais e por toda a mídia, então isso gera uma bola de neve interminável, com frutos enormes dentro da cidade/estado do clube, afinal, a pergunta básica será: Pra quem você vai torcer? Para o time que passa o tempo inteiro na TV ou para o time que tem uma torcida que lota os seus jogos? Esta pergunta ganha um aperitivo adicional: Para você decidir por um ou pelo outro precisará assisti-los, o time da TV bastará ao indeciso ligar na emissora certa, já o outro, o indeciso terá que ir ao estádio para conferir e desta forma qual você acha que será escolhido? Fácil essa hein!

No resumo da tese, a longo prazo, veremos, de uma lado, o time da mídia, muita exposição, ganho de torcida em todo pais, mas aquela torcida que curte uma bigamia clubística, ou seja, torce pro time da mídia, pro time da cidade, pro time da Europa, pro time dos States e tudo mais e também muita gente que não aguenta mais ver tal time, do lado de cá (deu pra entender?), um time visto por todos como o clube de uma torcida fanática e apaixonada e isso criará um sentimento de curiosidade que também pode gerar um ganho de torcida, mas uma torcida mais qualificada e que irá acompanhar mais ainda este clube.

Financeiramente, na minha visão, há um ganho a longo prazo muito maior! Futebolisticamente é uma vantagem abissal que trará uma sustentabilidade eterna, algo que todos nós sabemos, no futebol brasileiro, não existe!

Esta é uma avaliação exclusiva do blogueiro e não é uma verdade absoluta.

 

 

ESTAMOS DE PÉ E ASSIM NOS MANTEREMOS!

torcidapalmeirasIlustres Palestrinos,

Em janeiro de 2015 presenciamos todos juntos o renascimento da SOCIEDADE ESPORTIVA PALMEIRAS, o grande que morria um pouco a cada ano de sua vida renasceu gigante, enorme, imponente e, como disse o presidente Paulo Nobre, escrito com todas as letras maiúsculas, o imponente PALMEIRAS.

Apenas 4 meses depois, o gigante mostrou sua força. Nesta trajetória recuperamos nossa auto-estima, derrotamos nossos rivais, dentro e fora de campo, vimos o time do Jardim Leonor se sucumbir diante dos nossos olhos dentro de nosso estádio, vimos o reconciliação de um casamento de time e torcida, jamais visto em todo âmbito nacional, afinal, de uma torcida frustrada e resignada de anos anteriores, remontamos este elo com a melhor média de publico do Paulista e do Brasil em todos os estaduais. Derrotamos o “time da Champions League” calando o Estádio Federal de Itaquera, ganhamos força com o Allianz Parque, lotando praticamente todos os jogos, gerando rendas inimagináveis para os nossos padrões até ano passado, nós, torcedores, nos tornamos mais sócios do que nunca, ficamos imbatíveis em nosso estádio, nossa camisa valorizou como nunca antes havia ocorrido no futebol brasileiro e por fim, resgatamos o amor incondicional de 16 milhões de palmeirenses.

Porém, ontem perdemos a decisão do Campeonato Paulista, há um sentimento de frustração e não poderia ser diferente, afinal chegamos muito próximo, mas ao contrário dos anos anteriores, a perda deste titulo não apaga o projeto de grandeza do PALMEIRAS, pois é evidente que após apenas 4 meses já ter chegado na final do Paulista, passando pelos obstáculos pelos quais passamos, é uma demonstração que não foi por acaso e com isso as perspectivas são excelentes, neste novo PALMEIRAS, não há ilusões, há CERTEZAS!

O trabalho está no caminho certo, temos elenco pra disputar campeonatos longos e simultâneos, temos jogadores inteligentes e carimbados que saberão tirar a lição da perda deste titulo, temos um técnico competente e vivido o bastante que saberá erguer a cabeça de cada jogador, ainda é um time em formação e portanto, ainda evoluindo tática e tecnicamente, temos jogadores contratados que ainda nem estrearam, logo imaginem o quão forte ainda seremos, pois é nítido que nem todos ainda mostraram todo o seu potencial.

 

Enfim, é com a força de nosso estádio, com o amor de nossa torcida, com a confiança de um trabalho bem elaborado pelos nossos dirigentes, com a qualidade de nossos jogadores e com o pensamento positivo de todos nós é que temos a CERTEZA que o PALMEIRAS vem muito forte para o Brasileiro. Vamos disputar o titulo e a primeira batalha desta guerra começa neste sábado, no Allianz Parque, as 18h30 contra o Atlético-MG.

Vamos provar a todos, principalmente imprensa vendida e nossos rivais que confiamos no PALMEIRAS, vamos lotar o Allianz Parque neste primeiro ato e dar nosso cartão de visita com a assinatura do ressurgimento do gigante.

Estamos de pé e assim nos manteremos!

 

19.04.2015 SERÁ INESQUECÍVEL?

historicoinesquecivelBom Dia Palestrinos,

Conquistamos mais uma passagem para Final de Campeonato Paulista, algo que não ocorria desde 2008, quando passamos pelo SPFW pelas semifinais e vencemos os dois jogos contra a Ponte Preta nas finais daquele ano.

Comemoramos demais da conta, alguns, como esta pessoa que aqui escreve, exageraram na farra etílica e precisaram de um descanso necessário nesta segunda, vendo, obviamente, todos os programas de debates esportivos possíveis.

O que foi muito debatido na imprensa e entre palmeirenses é a importância histórica do jogo deste domingo no Estádio Federal de Itaquera e, principalmente o quanto esta jornada será inesquecível nas mentes de todos nós palmeirenses. Vejam, são termos que possuem significados diferentes: Jogo Histórico e/ou Jogo Inesquecível?

Bem, como não sou de ficar no muro emito aqui minha opinião: É sim um jogo histórico, mas só será inesquecível com a conquista do título deste Paulistão 2015.

Vale aqui uma analise dos termos na ótica deste humilde blogueiro: Jogo histórico, basicamente são todos, pois todos possuem a sua história, porém costumamos usar este termo, na sua maioria, em jogos finais, em jogos grandes, como clássicos regionais ou em jogos de grandes acontecimentos, já os jogos inesquecíveis são todos estes citados acima, mas há a particularidade da memória afetiva das torcidas envolvidas nestes jogos e diante desta visão exposta aqui que compactuo com a distinção de jogos históricos de jogos inesquecíveis.

Após a explicação acima poderia citar inúmeros jogos que são inesquecíveis, mas quero me restringir a apenas um jogo, que na minha opinião, representa como uma luva esta visão exposta aqui. Voltamos ao dia 20.04.2008 e para os palmeirenses apaixonados logo virá a sua memória a imagem linda de Mago Valdivia, aos 39 minutos do segundo tempo fazendo gestos que ali acabava o jogo e olhando nos olhos de Rogério Ceni fez o gesto clássico de silencio, tudo isso após o segundo gol palmeirense na segunda semifinal contra o SPFW.

A pergunta é simples: Você, palmeirense, lembraria deste jogo da forma afetiva que temos hoje se o Palmeiras não tivesse sido campeão? Na minha opinião, não! Seria sim um jogo histórico, mas não inesquecível! Para isso cito outra semifinal histórica, desta vez contra o SCCP, no dia 27.08.1986, quando aos 42 minutos do segundo tempo, Mirandinha, no abafa, empurra a bola pro fundo do gol e garante a prorrogação daquele jogo naquela noite no Morumbi, ali, na prorrogação, o Palmeiras faria ainda mais dois gols, sendo um, olímpico de Éder, porém, como é da ciência de todos, o Palmeiras não reproduziu o mesmo futebol nas finais contra a Inter de Limeira e perdemos o titulo, por causa desta derrota, o jogo semifinal, com uma classificação épica, ficou para segundo plano, já 2008, o jogo semifinal no Palestra Itália ficará sempre na memória do Palmeirense, visto que posteriormente, passamos que nem um trator pela humilde e simpática Ponte Preta nas finais.

Vejo 2015 desta mesma forma, o jogo deste domingo foi épico, vencemos o time superestimado pela imprensa em sua casa, nos pênaltis, sofrendo virada e se recuperando com empate jogando melhor, passando por cobranças de pênaltis emocionantes onde ficamos a uma conversão deles da desclassificação e chegamos a final com duas defesas espetaculares de Fernando Prass, mas sem o titulo, este jogo histórico cairá no mesmo esquecimento do jogo de 1986, já com o titulo, é muito provavel que esta semifinal será lembrada como o jogo chave mais lembrado por todos nós palmeirenses.

Enfim, prevejo que este jogo terá o carimbo e status de jogo histórico e inesquecível, pois o Palmeiras evolui muito a cada jogo e deve passar pelo Santos nestes dois jogos finais.

Que venham as finais e que tal relembrar aqui os dois jogos citados? Seguem abaixo:

Palmeiras 2 x 0 SPFW | Semifinais do Paulistão 2008

Palmeiras 3 x 0 SCCP | Semifinais do Paulistão 1986

QUEM SE APEQUENA MESMO?

gigantepalmeirasIlustres Palestrinos,

Em 2014, do lado de lá do muro na Barra Funda se falou muito pelos quatro cantos que o lado de cá do muro estava se apequenando e perdendo espaço no cenário de nosso futebol brasileiro; numa entrevista coletiva com a soberba de sempre, um tal mandatário do lado colorido arrotou seu discurso demagogo e patético, então, a cada mordida em bananas espalhadas pela mesa a sua frente, este senhor manifestava um ar de superioridade que foi reproduzido por toda a imprensa esportiva.

Na época, nosso jogador mais produtivo adotou a decisão de pular tal muro expondo a todos que a sua continuidade em nosso clube só não ocorreu por míseros  5 mil reais, porém, logo foi descoberto que na verdade o caboclo saiu de um salário mensal de 220 mil oferecidos do lado verde para 350 mil oferecidos do lado rosado. Quanta diferença!

Pronto, este simples caso associado aos fracassos nas ultimas temporadas foi a sentença necessária para a imprensa vendida e dirigentes sem escrúpulos jogar nosso prestigio para baixo rebaixando o status de nosso clube no cenário nacional! Conveniente não acham?

Pois bem, risquem tudo isso que foi escrito acima e vamos falar a verdade, ou melhor, vamos cair na real!

Vamos a partir de agora explicar alguns requisitos para realmente identificar quais clubes realmente se apequenam em nosso futebol, principalmente em São Paulo.

O tal pequeno clube para os soberbos tem média atual maior que 26 mil torcedores por jogo, enquanto a soberania das galaxias não conseguem colocar nem 11 mil em seus domínios! Olha que só cito o Campeonato Paulista, mas vale lembrar que nem na Libertadores das Américas ele chegaram perto de nossa média de publico! Bem, se seguimos nesta mesma toada podemos citar as rendas destes jogos: Aqui a renda bruta média ultrapassa 2 milhões de reais, com renda liquida média acima de 1,3 milhão de reais, já nos galáticos a renda bruta não chega a 400 mil reais, 5 vezes menos que a nossa, vou repetir: NÓS FATURAMOS 5 VEZES A RENDA DELAS, mas que tal falar de renda liquida? Só piora, pois não chegam a 200 mil reais, ou seja, nossa renda liquida é 6 vezes maior que do dito por si mesmo o Soberano! Só não são os piores dos ditos grandes de São Paulo, porque o time do litoral consegue ser mais caótico.

Mas dirão os opositores que isso é sazonal, então vamos para algo que é baseado ao status e a visão do clube no mercado: Patrocínio de camisa! O Palmeiras tornou-se o clube com a camisa mais valorizada do futebol brasileiro com míseros 50 milhões de reais anuais de receita, e olhe que para isso nem foi preciso arrendar espaço do sovaco e no calção como uns e outros já fizeram, já do lado de lá do muro a receita com patrocínio é ……………ZERO! Além disso, um dos nossos patrocinadores até pensou em patrocinar os soberbos, mas parte das justificativas por não terem escolhido o outro lado é que mercadologicamente o Palmeiras era a melhor opção, simples!

Vamos tentar outro requisito para definir a grandeza de um clube: Sócio-Torcedor! Pois bem, nova lavada! Afinal, aqui já temos mais de 102 mil sócios Avanti, o 2° do país e o que mais cresce neste ano, com estimativa sem exageros de chegar a 150 mil sócios ainda em 2015, já no mundo cor de rosa da vida só há 52 mil sócios, apenas o 8° no Brasil e olha que dizem que a torcida colorida é a 3° do país, Será?! Alias, torcida modinha é fácil! Vamos implantar a obrigatoriedade de monogamia clubística e tenho certeza que a torcida deles despencará nas pesquisas.

Mas se vocês acham que acabou ainda temos outros parâmetros interessantes, por exemplo, se tem algo que mostra que o clube está se apequenando é a sua incapacidade de pagar os salários de seus funcionários, mas não cito apenas os jogadores e comissão técnica, digo isso, porque do outro lado do muro, fizeram uma limpa até da tia do café, sem contar os já divulgados atrasos de salários e direito de imagens do elenco.

Pra fechar com chave de outro, vale ressaltar que aqui não tem escândalo, lá tem! Aqui nosso material esportivo é da fortíssima alemã ADIDAS, lá é Penalty, aqui a diretoria de futebol é profissional, lá é uma zona! Aqui, contratação é algo feito com estudo e analise apurada, lá é feito nas coxas (vide caso patético de Dória que jogará só alguns jogos e ainda não está bem fisicamente e que tal falar de Daniel, ex-Botafogo, que fez exames aqui e foi reprovado, fez exames lá e foi aprovado e segue sem data para retorno aos gramados, fiasco monstro) , mas tem algo mais pequeno que ter jogador do seu elenco que metade do salário é pago por um rival? Ridículo!

Será que precisamos citar os estádios? Melhor parar por aqui!

Cabe aqui uma observação: Há obviamente torcedores que não gostam que façamos apologia aos resultados financeiros, considerando que apenas o que importa são os resultados esportivos, o que é corretíssimo pensar desta forma, porém é necessário que estes se atualizem do novo cenário esportivo, onde o dinheiro faz com que os clubes melhores administrados financeiramente tenham condições superiores aos demais, logo estarão obviamente mais próximos de conquistas, portanto, não estamos comemorando pura e simplesmente os resultados financeiros, mas estamos sim estimando um sucesso esportivo que virá de acordo desta administração de time GIGANTE que somos!

[cryout-button-color url=”#” color=”#ff0800″][/cryout-button-color] Tabela Comparativa de Publico e Renda do Paulistão 2015

Tabela Comparativa de Publico e Renda do Paulistão 2015

tabela2

 

 

O FENÔMENO DE BILHETERIA DO ALLIANZ PARQUE

ALLIANZPARQUESUCESSOIlustres Palestrinos,

O Allianz Parque é um fenômeno, um sucesso de publico e bilheteria e como, muitos de nós, já havíamos previsto, um divisor de águas para a Sociedade Esportiva Palmeiras. Enquanto alguns ainda torcem o nariz para reconhecer que o Palmeiras voltou a se agigantar e assumir o papel de protagonismo, muitos da imprensa, artigos, publicações e comentários já se dão conta que a maré virou de vez e a tendencia é seguir surpreendendo com grandes públicos, rendas gordas e transformando o Allianz Parque no alçapão que sempre foi o antigo Palestra Itália.

Os números são espetaculares, inclusive considerando os amistosos realizados na pré-temporada e uma projeção pessimista pode levar a uma receita jamais conseguida por um clube brasileiro em toda a história.

O que mais tem surpreendido é que aliado a um publico grande nos jogos, o programa Sócio Avanti cresceu espetacularmente chegando hoje acima de 99 mil sócios, mas mesmo assim, o preço médio do ingresso segue muito alto, onde nas contas da ESPN é de R$76,30 enquanto os demais clubes estão com média de R$33,10, ou seja, mais que o dobro, logo se avalia que o Palmeiras tem conseguido levar publico mesmo com preços altos, pois em outro levantamento apurado pelo GE indica que em média, 75% dos ingressos são adquiridos por sócios Avanti, então, apenas 25%, ou 1/4 do publico compra seus ingressos com valor cheio.

Vejam na tabela abaixo os públicos e rendas de todos os oito jogos ocorridos no Allianz Parque com mando de jogo do Palmeiras; Não há nesta lista os números do jogo contra o AUDAX, pois este jogo teve sua renda destinada para o time de Osasco.

Números de todos os jogos do Allianz Parque
Jogo Publico Renda Bruta Receita Liquida
Palmeiras x Sport-PE 35.939 R$ 4.915.885,00 R$ 3.623.234,67
Palmeiras x Atlético-PR 33.151 R$ 2.976.260,00 R$ 1.907.540,87
Palmeiras x Shandong 27.013 R$ 1.568.020,00 R$ 961.601,01
Palmeiras x Red Bull  20.151 R$ 944.345,00 R$ 480.130,89
Palmeiras x Ponte Preta 24.834 R$ 1.765.765,00 R$ 1.082.869,74
Palmeiras x SCCP 29.072 R$ 2.646.893,75 R$ 1.743.807,48
Palmeiras x Rio Claro 17.808 R$ 1.134.780,00 R$ 576.953,27
Palmeiras x Capivariano 32.134 R$ 2.578.175,00 R$ 1.698.534,68
Soma Total 220102 R$ 18.530.123,75 R$ 12.074.672,62
Média Total 27513 R$ 2.316.265,46 R$ 1.509.334,07
Jogo do Capivariano com renda liquida estimada

Conforme a tabela acima, o preço médio do ingresso dos oito jogos foi de R$ 84,19, considerando apenas o Paulistão é de R$ 78,24, mas a pergunta que todos querem saber é qual a projeção de receita com bilheteria para 2015, então vamos as contas: Vamos considerar que o Palmeiras fará pelo Paulista mais 7 jogos, 4 da primeira fase, o jogo das quartas, da semifinais e a final, mais 19 jogos do Brasileirão e mais 7 jogos da Copa do Brasil, considerando que o Palmeiras fará jogos de volta nas duas primeiras fases e chegaremos na final, logo totalizando os três torneios faremos um total de mais 33 jogos no Allianz Parque que se somarão aos 6 jogos atuais que completarão 39 jogos.

Considerando a média de publico atual de 2015 (excluindo portanto os dois jogos de 2014) de 25.169 torcedores e renda liquida também destes 6 jogos de 2015 de R$ 1.090,649,51 segue a projeção de receita apenas com bilheteria.

Estimativa de Receita no Allianz Parque em 2015
Jogos até hoje Publico médio Renda Bruta até hoje Renda Liquida até hoje
6 25.169 R$ 1.772.996,45 R$ 1.090.649,51
Total de Jogos 2015 Publico médio Estimado Renda Bruta Estimada Renda Liquida Estimada
39 25.169 R$ 69.146.861,87 R$ 42.535.331,04

Portanto, nossa estimativa final é que apenas com bilheteria dos jogos do Palmeiras teremos uma receita liquida (já com os custos descontados) de mais de 42 milhões de reais, ou seja, mais receita que os patrocínios na camisa adquiridos em 2015.

Vale ressaltar que há ainda outras boas receitas previstas com o Allianz Parque que não estão contabilizadas apenas na bilheteria dos jogos do Verdão: Estacionamento (20%), Shows (5%), Outros jogos e eventos (5%), Naming Rights (5%).

Já temos 15 milhões anuais com Naming Rights com o nome do estádio, ou seja, 750 mil reais e há uma previsão de mais dois Naming Rights em dois setores no valor total de 15 milhões cada, ou seja, 30 milhões totais que dará 1,5 milhão em 2015.

Além destas receitas haverá investimento da loja oficial do Palmeiras, Academia Store, pois haverá uma loja de aproximadamente 400 metros quadrados, a ser inaugurada perto do início do Campeonato Brasileiro, e mais três quiosques, esses já em funcionamento, colocados em pontos estratégicos, em locais com maior circulação de torcedores.

Vejam abaixo algumas comparações feitas na ESPN sobre os excelentes números do Palmeiras no Allianz Parque:

1) A arrecadação do Palmeiras na sua casa representa 39% do valor total faturado por todos os 12 principais clubes do país nos estaduais desta temporada. O segundo na lista é o SCCP, com ‘apenas’ 15%.

2) Somados, os três principais rivais do Palmeiras têm praticamente a metade da renda obtida pelo Palmeiras no Paulista: são R$ 5,8 milhões de SCCP, Sardinhas, SPFW.

3) O Palmeiras arrecadou mais do que todo o Campeonato Carioca até agora (cerca de R$ 7 milhões). E também do Gaúcho (R$ 6,5 milhões) e goleia o Mineira (na casa dos R$ 3,5 milhões). E fica perto de todos os outros jogos do Paulista (R$ 10,5 milhões).

4) A principal razão da bilheteria polpuda do Allianz Parque está no preço dos ingressos. O valor médio dos jogos disputados lá é de R$ 76,3, contra R$ 33,1 da média de todos os grandes.

5) Na sua casa, o Palmeiras ganha muito mesmo com uma média de 25,6 mil pagantes por jogo, ou cerca de 60% da capacidade do Allianz Parque: ou seja, a chance de ganhar mais dinheiro existe.

Agora vejam o que aconteceu no jogo do Maracana: O maior público do Brasil em 2015, de 44.329 pagantes teve renda menor que o jogo do Palmeiras, total de R$ 2.129.865,00 e apenas 24% desta rend toda foi parar nos cofres dos clubes, ou seja, apenas R$ 505.755,89, portanto, ainda tinha caboclo que dizia que o Palmeiras estava fazendo um mal negócio, inocentes!

HOJE SEPULTAMOS O PIOR PALMEIRAS DO SÉCULO

adeuswesley

Credito da Imagem: Palmeiras Mil Grau

Ilustres Palestrinos,

Talvez poucos de nós se deu conta da importância do dia 27 de fevereiro de 2015, mas farei meu dever de informa-los que hoje trata-se do dia onde, no meu ponto de vista, sepultamos de um vez por todas o pior Palmeiras do Século sem sombra de duvidas!

Hoje é dito como importante, pois trata-se do ultimo dia de trabalho de Wesley Lopes Beltrame que ficará marcado por muito tempo, como a contratação mais desastrosa dos últimos tempos do futebol brasileiro, um jogador, que veio com pompa de craque, através de um sistema patético de vaquinha, estimulado por um dos piores presidentes da Sociedade Esportiva Palmeiras, o elemento chamado Arnaldo Tirone, contratação esta que até hoje nem foi paga direito e hoje, este jogador se despede do clube após três anos sem compensar um tostão sequer do que foi investido e para piorar o cenário, ainda saíra gratuitamente, confirmando o quanto foi desastrosa a investida do Palmeiras por este individuo.

Nem citarei o fato que Wesley, a partir de amanha, vestirá as cores soberbas do clube em real decadência do futebol paulista porque tenho total certeza que este elemento também fará com que seus torcedores fiquem putos, mas antes que me esqueça, lá é SPFW, lá ninguém fica putinho, lá no máximo ficam chateadinhas!

Bem, vamos ao assunto principal desta publicação que se refere ao pior Palmeiras do século, obviamente que me refiro ao elenco de 2014 e, as lamentáveis campanhas de um time medíocre que deveria cair no esquecimento de todos nós que sofremos, mas provavelmente será muito lembrado, principalmente pelos odiadores de nosso clube.

Engana-se os que pensam que a culpa exclusiva do elenco de 2014 recai apenas sobre a gestão de Paulo Nobre e novamente Wesley é a simbologia deste discurso, pois o mesmo veio na gestão, que repito, mas nunca é demais, de um dos piores presidentes que já tivemos, um senhor que nunca teve o discernimento adequado que se exige de um presidente para comandar um clube da grandeza do Palmeiras. Paulo Nobre, em sua gestão em 2013, fez o feijão com arroz básico apenas para retornar o clube para a série A e vimos um 2014 até promissor, com um inicio de temporada no minimo  respeitável, mas no decorrer da temporada fomos vendo o time minguar de forma caótica e deplorável chegando no final da temporada num cenário catastrófico e na dependência de outros e da ruindade de outros mais para ficarmos na elite do futebol. O time que terminou a temporada no ultimo jogo é sim um dos piores da historia e digo mais, pior até que os times que caíram em 2002 e 2012, ou seja, conseguiram a proeza de fazer piorar o que parecia “inpioravel”.

Mas vem você educadamente e me pergunta porque a morte deste Palmeiras só ocorre hoje com a saída do lastimável Wesley: A resposta é atitude! Pra se tornar o pior dos piores o que mais faltou foi compromisso, honra a camisa e dignidade, mas obviamente que também faltou futebol, tática, técnica, sorte e organização, mas a falta de compromisso destoa dos demais aspectos e novamente Wesley é o simbolo desta tese aqui publicada, pois o que restou ao Palmeiras de 2014 no final de temporada foram jogadores ruins e medíocres que mal sabiam correr, chutar, dar bica pra fora e três cabeças pensantes; Prass, Valdivia e Wesley! Por mais que saibamos que Wesley foi terrivelmente mal, nós sabíamos que ali tinha potencial para mais, sabíamos que ali teria condições de pensar lances que são os diferenciais em jogos amarrados, mas visivelmente se via no semblante de Wesley que ele não estava nem um pouco afim de gastar seus neurônios em pró do clube, mas no final do mês seu salário inflacionado caia bonitinho.

Os outros dois citados não entram na mesma discussão por motivos clínicos, no caso dos dois, pois ficaram boa parte da temporada lesionados, por motivo de falta do que fazer, pois Prass, como goleiro, nada pode fazer na armação do time e por fim porque se Valdivia não é uma sumidade como jogador e/ou esportista, pelo menos mostrou nos poucos momentos que esteve em campo, uma vontade acima do normal em colaborar e fazer o seu melhor pelo Palmeiras, por isso restou apenas Wesley, o simbolo marcante deste Palmeiras que quero esquecer!

Só como observação antes que os críticos venham com as pedras de sempre: Obviamente que não me refiro ao resto do elenco apenas como dragas inconcertáveis eternamente, principalmente Allione (que não jogou o ultimo jogo), Cristaldo e os garotos da base, mas a base do meu pensamento é se referir a quem se esperava mais, não apenas tecnicamente, mas como a inteligencia do time em campo.

Em 2015, o cenário é totalmente diferente, pois varias das contratações realizadas neste ano são de jogadores que também são inteligentes e cito Zé Roberto, Cleiton Xavier, Robinho, Alan Patrick, Dudu e Arouca. É assim, com este novo elenco, com um novo pensamento que esqueceremos de vez do sofrimento que vivemos em 2014.

Credito do Vídeo: Palmeiras Mil Grau

AU AU AU ZÉ ROBERTO É UM ANIMAL!

ZEROBERTOBom Dia Palestrinos,

Bem, vou sair um pouco do clichê e ao invés de falar de nossa vitória empolgante que alimenta ainda mais a esperança que finalmente temos um elenco competitivo e que este ano vamos ser muito fortes em todas as competições que disputaremos, mas me permitam falar de Zé Roberto, que realizou uma preleção histórica neste sábado pilhando os jogadores, comissão técnica e inclusive a diretoria.

Pra mim, a contratação de Zé Roberto estava entre as três principais, junto com Dudu e Arouca, mas pelo espirito de liderança e pela visão de profissionalismo, dentro e fora de campo, já é neste inicio a principal contratação do clube e estou aqui apostando que o Zé vai entrar na história do Palmeiras e não digo isso apenas pela sua liderança, mas pelo ser humano que é este rapaz! Impressionante!

Parabéns Paulo Nobre e diretoria que apostou na contratação de um jogador de 40 anos, que muitos torceram o nariz, que o Grêmio, inexplicavelmente deixou sair de Porto Alegre. O Palmeiras começa o ano empolgante, dentro e fora de campo! Tá lindo!

AU AU AU ZÉ ROBERTO É UM ANIMAL! AU AU AU ZÉ ROBERTO É UM ANIMAL!

ENFIM, O INICIO DA NOVA ERA VERDE

2015Ilustres Palestrinos,

2014 foi para muitos nós palmeirenses um dos piores anos, de sofrimento, frustrações e lamentações, mas parece que toda penitencia pela qual passamos no ano passado teve um motivo, parece que tínhamos que passar pela provação pela qual sofremos em 2014 para agora sim, viver momentos de esperança e a expectativa finalmente de viver uma nova era de títulos e conquistas.

Toda esta esperança nos faz relembrar de forma nostálgica como saímos da fila de títulos em 1993, naquela época, como em 2015, houveram investimentos pesados com a vinda da Parmalat e assim nos sagramos campeões de quase tudo que disputávamos, por isso, nada melhor que imaginar que possamos estar diante deste mesmo momento, agora em condições até mais favoráveis, pois agora, caminhamos com nossas próprias pernas, com nossas próprias receitas, sem a necessidade de uma co-gestão.

Hoje, no Allianz Parque, as 17 horas, iniciamos a nova ERA VERDE, que seja igual ou melhor a que vivemos na década de 90, um elenco planejado em cada uma das suas posições, temos goleiro com reserva de confiança, temos uma zaga com sobras, temos um lateral direito de responsa com reserva da base jogando muito, temos só o melhor lateral esquerdo do ano passado, também com reservas de peso, nosso elenco de volantes é definitivamente o melhor do Brasil, dando suporte para um meio de campo criativo e inteligente e nosso ataque promete muitas comemorações, pela lucidez dos jogadores contratados, mas pela expectativa de mais oportunidades criadas pelo nosso meio de campo super técnico, não se esqueçam o nosso diamante a ser lapidado que vem da base e por fim um técnico experiente com uma proposta de jogo que nos faz ter uma esperança de sorrisos largos, enfim, propositalmente não citei nenhum nome, pois apenas a partir de hoje saberemos realmente de onde saíram as nossas maiores alegrias, quais jogadores serão os mestres deste elenco forte e planejado.

Da mesma forma que em 1993, onde iniciamos nossa arrancada de títulos, na estreia do Paulistão daquele ano, o pontapé e a esperança de uma nova Era não surgiu apenas no jogo inaugural da temporada, mas veio com o aporte financeiro, com contratações cirúrgicas e de jogadores de peso mesclados com jogadores jovens que vinham despontando no cenário nacional, neste ano, principalmente, vem de uma consciência financeira de uma gestão de Paulo Nobre que soube segurar o impeto do torcedor que há dentro dele por dois anos e agora, como disse Alexandre Mattos, em 2015, o Palmeiras é praticamente o único clube brasileiro da Série A capaz de beber de água limpa e desfrutar de uma gestão ética e com compromissos que fazem com que os jogadores se sintam confiantes, motivados e estimulados a fazer o melhor em campo.

Que sejamos felizes e vamos pro jogo! Palestrinidade em Alta!

TCHAU 2014!

sofrimentoealivioHoje, dia 17 de dezembro de 2014, foi a data escolhida para o retorno das publicações deste humilde e pacato blog, não é por acaso, foi instintivamente planejado para ocorrer após as decisões e provações que nós palmeirenses tivemos que passar durante este ano, que era para ser o do centenário, mas virou o ano do martírio, do sofrimento, da angustia e das lamentações.

Muitos me procuraram nas redes sociais questionando a parada de publicações no blog, mas explico com simplicidade que não havia motivos e, principalmente desejos de seguir publicando textos na decorrência do cenário que se apresentou, principalmente neste segundo semestre.

Me vi sem o direito ou dever de usar este espaço para destilar a raiva, ódio, chateações, lamentações e criticas e mais criticas, primeiramente porque isso não faz bem para quem lê e não faz bem para quem escreve. Há quem diga que o desabafo ajuda aliviar momentos de raiva e stress, mas já vi em outras ocasiões que isso não funcionou para mim, além disso, há quem diga que quem lê criticas e as concorda não se sente sozinho em sua raiva momentânea, mas isso, sinceramente,  não me parece ser uma ciência exata e muito menos saudável. Também não usei este espaço porque era certo que todo e qualquer palmeirense já teriam material o bastante, dentro da mídia palestrina e nos portais de noticias, para ler tudo de ruim que poderia ser dito e escrito sobre a Sociedade Esportiva Palmeiras, portanto, percebam, para que ficar aqui expondo algo que todos, já sabiam e já teriam lido em outro lugar, ou seja, me poupei e poupei os assíduos deste espaço.

Isso é ruim, pois conforme as analises de audiência, este blog a cada mês era mais visualizado e, muitos já haviam o colocado em seus favoritos e esta parada longa significa uma perda neste sentido, mas não havia, de forma alguma, como 2014 não se tornar um ano de perdas, no final, tornou-se um ano melancólico e a ser esquecido.

Talvez o único e possível ponto positivo, se é que podemos usar algum termo que não seja negativo para 2014, foi que o palmeirense na sua essência perdeu totalmente a inocência, virou definitivamente um “casca dura”, se tornou num torcedor mais politizado e aqui para entender este pensamento usarei uma analogia: o palmeirense se tornou argentino (coincidência?), daquele que vai a frente da Casa Rosada fazer o panelaço, pois antes éramos como os brasileiros, despolitizados e que sempre acreditávamos nas promessas e, sempre usávamos o termo esperança como nosso alicerce maior na torcida pelo Palmeiras. Isso, para boa parte dos torcedores que conheço acabou, mas não foi apenas por culpa exclusiva da atual gestão de Paulo Nobre, não mesmo! Isso vem desde 2008, quando ali conquistamos o Campeonato Paulista naquela campanha incontestável, pois ali, depois longos anos de sofrimento pós Parmalat, nos viam novamente como um clube a ser respeitado, mas a partir dali, os sucessivos insucessos das gestões seguintes nos fizeram tornar o que somos hoje.

A eleição de Luiz Gonzaga Beluzzo, tão sonhada por nós palmeirenses era a esperança cristalina de anos de gloria, mas tornou-se uma gestão que colocou o clube definitivamente no vermelho e mergulhado em dividas e sem títulos, em seguida, veio a catastrófica gestão de Tirone, um amador, como todos os outros, mas este totalmente fora de orbita, capaz de ganhar um titulo no acaso e no mesmo ano ser rebaixado, para completar, finalmente chegamos na eleição de Paulo Nobre, novamente, como na eleição de Beluzzo, as esperanças eram muito maiores, com uma expectativa de renascimento do clube, mas novamente fomos enganados e iludidos por um senhor que mostrou boa vontade e uma preocupação nobre com o clube não apenas na sua gestão, mas procurou asfaltar o terreno para as gestões futuras, foi generoso com o clube com uma movimentação financeira e investimentos que só alguém do bem seria capaz de fazer, mas errou demais, cometeu gafes inaceitáveis, sucumbiu-se a atitudes que fragilizaram o clube e o time em campo foi reflexo destas ações lastimáveis que culminaram num fim de ano de sofrimento que se torna no final do dia de hoje, um alivio, pois todo o drama sofrido no final deste ano só terá sido um susto, mas um susto que jamais um clube, do tamanho e da importância que temos poderia passar.

Que estes anos todos tenham servido de lição para todos nós e que 2014 tenha sido o ano do aprendizado para Paulo Nobre, que incontestavelmente ganhou mais dois anos a frente do clube porque seu adversário era definitivamente um retrocesso terrível, que sorte hein!? Mas só por isso terá estes dois anos a mais, porque os erros de sua gestão foram imperdoáveis e emblemáticos. Que Paulo Nobre entenda a logica do futebol, onde receitas, audiências, maior destaque na imprensa, maior visibilidade e mais recursos são provenientes principalmente de um time em campo que corresponda a grandeza do clube. Não podemos viver mais da expectativa de um único jogador, como Valdivia, que vive eternamente com suas lesões intermináveis, não podemos viver apenas do amor de nossa torcida, não podemos arrecadar antes para investir depois, temos que investir antes para arrecadar depois, pois no futebol, como numa horta no fundo do quintal de casa, o plantio vem antes da colheita.

Respeitem a importância, a historia e a grandeza da Sociedade Esportiva Palmeiras e saibam que por causa desta trágica gestão, nem a inauguração de nosso novo estádio, o Allianz Parque, foi capaz de seduzir este humilde blogueiro a voltar a escrever neste espaço, pois nunca me iludi com alguns lapsos de alegria que a nós foi proporcionado neste ano, as magras vitórias aliadas as inúmeras derrotas foram mais fortes.

Se a lição foi compreendida só saberemos em 2015, mas pelo menos, pelas primeiras noticias, declarações e boatos vejo que é possível que tenham entendido o recado que este ano deixou para o Palmeiras e que o novo dinheiro proveniente das rendas de nosso estádio, que as receitas da televisão que não foram adiantas e que as receitas de patrocínio que assim esperamos que 2015 tenhamos possa nos elevar novamente para o posto de protagonismo que cabe ao nosso clube.

Acabou um sofrimento e um drama que espero sinceramente nunca mais viver! Não há comemorações, mas há um alivio e há novamente uma esperança que 2015 será o recomeço glorioso.

Que sejamos dentro de campo o que somos nas arquibancadas!

A CURIOSA HISTÓRIA DAS MAGICAS LESÕES DE VALDIVIA

[cryout-button-color url=”#” color=”#008000″]Imagem flagra antes do inicio da partida que Valdivia, supostamente, já poderia estar sentindo algo que o incomodava[/cryout-button-color]

 

Ilustres Palestrinos,

Você como palmeirense, atônico com a atual campanha do time em pleno centenário, também foi presenteado com as lesões magicas confirmadas de Valdivia, que foi, voltou e já ficará fora novamente por cerca de um mês, deixando, principalmente de participar novamente de jogos importantes da temporada do clube, pois perderá, certamente, o primeiro jogo das oitavas de final, contra o Atlético-MG e ficará de fora de jogos pelo Brasileiro que poderiam nos livrar muito do cenário catastrófico que se desenha, afinal, esperar para resolver lá para o final do Brasileiro com este psicológico do clube, melhor não esperar!

Primeiramente vamos nos posicionar sobre a fratura comprovada no nariz de Valdivia, ali de fato, foi algo grave, porém e curiosamente, esta lesão não ocorreu no domingo, mas sim na quarta-feira passada, em choque com Wesley no treino e então veio o questionamento da grande maioria da nossa torcida: Por que os médicos do clube não diagnosticaram esta fratura antes? Por que somente ontem, no hospital após a partida é que se confirmou  o diagnostico citado acima?

Fui, durante esta segunda-feira, devidamente alertado, por especialista na área de medicina que dificilmente um médico seria capaz de reconhecer ou diagnosticar uma fratura no nariz, dos capazes, provavelmente os neurocirurgiões e radiologistas que geram os laudos das tomografias. Porém há sim um especialista capaz de diagnosticar uma fratura sem a necessidade de uma tomografia, o bucomaxilo, que é simplesmente um especialista da área de odontologia, isso mesmo, são dentistas da especialidade bucomaxilofacial  os mais capazes para diagnosticar com eficiência e exatidão uma fratura no nariz. Inclusive são estes profissionais que tratam e operam estas fraturas isto principalmente porque quando se atinge o septo, a fratura se torna mais complexa, inclusive requirindo anestesia geral.  As placas usadas neste procedimento são bem caras e o profissional desta especialidade na area de odontologia são os mais valorizados.

Enfim, com esta aula que dei agora para todos vocês, retiro, apesar de não ter dito, mas de ter concordado, qualquer menção que os médicos do Palmeiras não foram competentes, afinal, em suas especialidades, isso não seria possível. Porém, dos males o menor, esta fratura diagnosticada não exigirá operação e inclusive o jogador poderia jogar já no próximo jogo, nesta quarta-feira.

Agora vamos falar da segunda lesão? Enfim, esta sim, costumeiramente já bem conhecida, alias as palavras: Valdivia, Lesão e Muscular são amantes eternas, afinal, quantas mil vezes já vimos o Mago, de suas magias, com lesão muscular? Perdi a conta!

O que me causa uma certa estranheza nesta história toda é o fato da tontura e dificuldade de respiração vim a ocorrer exatamente no mesmo momento que se percebe Valdivia colocando a mão na coxa, num ato visível que houve sim um incomodo no local da lesão no mesmo momento, ou seja, carapalida, as dores das duas lesões ocorreram no mesmo momento, o que torna o caso curioso e espetacular, pois jamais imaginei que um jogador, num campo de futebol, o melhor no gramado do clássico, simplesmente é substituído por lesões totalmente diferentes. Há quem diga que Valdivia, ao perceber que sentirá uma lesão muscular que o impediria de continuar, preferiu usar uma possível dor que já o incomodava para não ser questionado novamente por uma lesão muscular rotineira, isso não é impossível e considero até compreensível.

E diante deste este fato curioso, estamos cá, sem o jogador, que tecnicamente é disparado o melhor do Palmeiras, e mais, novamente Valdivia deve se ausentar de jogos importantes, como ocorre desde sua volta, em 2010. Isso também é bem curioso, não acham? Infelizmente Valdivia segue sendo um caso exemplar de custo beneficio pífio, não porque ele não é um jogador bom, mas porque a produtividade dele é baixíssima, afinal joga muito menos do que deveria.

E assim, contamos mais um capitulo espetaculoso da saga de Mago Valdivia, o magico das lesões!

O COLAPSO DA GESTÃO NOBRE

nobrecolapsoIlustres Palestrinos,

A derrota deste fim de semana diante de nossa torcida contra o SPFC com gol daquele que já foi nosso camisa 14, parece carimbar definitivamente a lastimável gestão de Paulo Nobre, e expõe totalmente o colapso geral que ocorre na Sociedade Esportiva Palmeiras nas mãos dele.

Não vou aqui repetir todas as gafes e erros desta gestão, pois será uma leitura extensa, cansativa e desnecessária, afinal todos nós sabemos muito bem enumerar e citar todos estes erros, desde a saída de Barcos até os dias atuais.

O que acredito é que há três aspectos que são os pilares deste colapso, são eles: Planejamento, Convicção e Números.

Planejamento, ou melhor a falta de planejamento é um dos aspectos que nos impõe esta crise interminável. Na campanha de sua eleição, Paulo Nobre sempre pregou o profissionalismo como um dos seus pilares de seu projeto para o clube, mas o que vimos nestes 20 meses é que as decisões e as varias montagens de elenco comprovam que não há mais planejamento, se é que um dia houve! Se fala muito que pegaram um clube mergulhado em enormes problemas financeiros, e que a atual gestão tem trabalhado para fazer com que o Palmeiras volte a ser grande a médio e longo prazo, ou seja, não é para agora, mas sinceramente isso parece mais um discurso visando amenizar o cenário atual, do que simplesmente uma realidade, apesar que até acredito que há realmente este pensamento.

Convicção, ou melhor, a falta de convicção ficou evidente na definição do corpo técnico e do elenco do Palmeiras nestes 20 meses. Nobre, ao receber a gestão do Palmeiras após a desastrosa gestão de Tirone, com um elenco fraco, e com Gilson Kleina optou visivelmente em aumentar o elenco e manter o técnico visando a operação de retorno a elite, ali ficou claro a convicção que 2013 teria um único objetivo, voltar para a Série A, pois o elenco montado e a manutenção do técnico só daria para isso mesmo, apesar de ter no mesmo ano uma Libertadores e uma Copa do Brasil. O Final de 2013 ficou uma lição que o objetivo foi atingido e que a convicção inicial foi acertada, pois ali se criou uma estrutura no time com pilares em todos os setores! Porém em 2014, Nobre tinha como obrigação pensar mais alto, afinal, ano de nosso centenário e não caberia neste novo projeto a manutenção de Gilson Kleina e seria necessário reforçar o time, mas o que vimos foi exatamente o contrário, e pior, ficou evidente que não havia convicção do que se queria para o Palmeiras, afinal, quem vai atras de Bielsa, obviamente não poderia de forma alguma imaginar a manutenção de Kleina.

Nobre cita novamente o fato de trabalhar com um projeto a médio prazo, ou seja, nada mais faremos este ano, mas será que estas derrotas seguidas fará que ele sustente esta ideia? A falta de convicção em outros momentos me faz crer que não!

A falta de convicção também fica evidente no momento que passamos todo este tempo sem patrocínio master, segundo Nobre, porque queria valorizar nossa camisa, mas por varias vezes, pontualmente, estampamos em nossa camisa marcas bisonhas por qualquer preço.

Os números são infalíveis e o ultimo aspecto que explica o colapso da Gestão Nobre. em 20 meses foram 35 contratações, montagens e desmontagens de elencos com o campeonato em curso. Nenhum clube no planeta sai impune com estes números. A falta de patrocínio master também habita este aspecto, afinal muito se fala que o Palmeiras não sente tanta falta do Master porque houve um aumento de sócios Avanti que cobriram a receita, mas isso é querer enganar a minha inteligencia, afinal se você tem 1 e deixa de ter esse 1 e passa ter outro 1 isso nada mais é do que 1, enquanto se você tem 1 e passa a ter outro 1 isso significa que você tem 2, ou seja, o ganho de receita com o programa Avanti não supera o fato que não temos a receita de patrocínio.

Enfim, se você acha que já estamos no fundo do poço, acreditem, pode piorar! Estamos na zona de rebaixamento, perto da lanterna, chances enormes de virar no aniversário de nosso centenário na zona de rebaixamento o que é inadmissível, mas toda esta montagem com Gareca e os novos contratados, principalmente escolhidos pelo novo técnico pode simplesmente minguar se por acaso houver algum tipo de consenso entre diretoria e Gareca que ele não deve mais continuar, ai meu amigo, nem chore, porque será tarde!

Ainda creio que esta fase passará e não cairemos, mas a paciência de todos está sendo testada e muito. Nas eleições estamos claramente órfãos de um candidato que represente uma mudança que tanto esperamos, pois Nobre e sua austeridade mostra a nós que não é competente e Pescarmona, pelo amor de Deus, não o vejo capaz de fazer algo inteligente.

Resta torcer que os próximos 100 anos que começara em 27 de agosto de 2014 iniciem com o pé direito, porque chega hein!

NO MAR DE INCOMPETÊNCIA, ALGO CERTO! NÃO CONTRATAR DIEGO SOUZA

diegosouzadeclinioBom Dia Ilustres Palestrinos,

Depois de um longo e rigoroso inverno e hibernação total deste humilde e pacato espaço e blogueiro retornamos a ativa! Infelizmente voltamos num momento delicado para a Sociedade Esportiva Palmeiras diante dos últimos acontecimentos e do caos que se instalou na Gestão de Paulo Nobre, mas enfim, a esperança e uma certeza que sairemos desta crise é total!

Na retomada das publicações do blog gostaria de comentar o que se muito falou nesta semana sobre as negociações com Diego Souza e o desfecho com a ida do jogador para o Sport de Recife.

Muitos torcedores, parte deles, alucinados pelo mal momento vivido pelo time em campo e também pelas bizarrices da atual gestão lamentaram e mais, se sentiram ridicularizados por achar que o Palmeiras perdeu tal jogador para o time pernambuco. Esta visão é totalmente míope e distorcida pretendendo apenas ludibriar o pensamento dos que pouco pensam, mas muito reclamam!

Diego Souza é um jogador em declínio nítido, tanto do seu futebol, como da sua importância! Diante do seu momento leiloou sua volta ao Brasil e foi procurado por três clubes de massa, Palmeiras, Flamengo e Vasco, todos ofereceram salário compatível com o momento do jogador, de 150mil a 200 mil reais, o que convenhamos está bom demais para Diego Souza, mas o mesmo não aceitou nenhuma destas propostas. Então veio o Sport Recife, que curiosamente vem ensaiando a tentativa de trazer algum jogador de mais nome já faz um tempo, vale lembrar que estavam tentando trazer Riquelme semanas atras, muito provavelmente uma jogada da atual diretoria por algum motivo que não conhecemos, enfim, o clube então viu a oportunidade em trazer Diego Souza e não mediu esforços e topou pagar o pedido do jogador.

Pontos que deveriam saltar os olhos dos que hoje se sentem pouco honrados pelo desfecho deste negócio: Diego Souza, com esta decisão, deixa evidente que não está mais preocupado com a sua carreira e não almeja mais grandes conquistas ou destaque maior, pois ao dispensar três clubes de massa pelo Sport de Recife apenas porque toparam pagar o salário pretendido deixa claro que por ele, o que interessa no atual momento é colecionar mais alguns milhões de reais para sua conta visando uma aposentadoria mais gorda. Sendo assim que deixem que ele vá extorquir o time de lá! Um jogador que ainda confia em si mesmo bancaria a vinda para um clube como Palmeiras ou os clubes cariocas citados exatamente para voltar para a crista da onda, mas não é mais o caso dele.

Outro ponto é a responsabilidade do clube e neste caso, por mais que tanto os times cariocas como o Palmeiras estejam em esforço pleno e desgastante de cometer gafes e erros em montagem de elenco a cada três meses, os mesmos se assemelham numa tentativa de frear esta inflação de salários impostas por empresários e jogadores, principalmente os medianos.

Enfim, bancar 400 mil reais para Diego Souza é motivo de sobra pra dizer que isso sim é ridículo e aos torcedores palmeirenses que disseram, principalmente nas redes sociais, que se sentiam ridicularizados por perder um jogador para o Sport, informo que vocês precisam de um analista, porque não estão batendo bem da cabeça! E mais, noticia de ultima hora que só compromete ainda mais o negócio! Ibson está dentro do pacotão, ou seja, mais uma daquelas contratações casadas, onde para ir um tem que levar outro! Será que nem assim, vocês percebem do que nos livramos?

Apesar desta ressalva referente a esta negociação, vale reforçar que nada disso diminui o fracasso que tem sido a gestão de Paulo Nobre, que veio, no ato de sua eleição, como uma opção para gerir o Palmeiras de forma mais profissional e planejada, mas que vem ao longo do seus dois anos mostrando que é tão mambembe como as outras!