O TORCEDOR QUE NÃO MERECE O PALMEIRAS

palmeiracopario

Ilustres Palestrinos, infelizmente a derrota para o time mineiro no domingo de manha não estava nos planos, um choque de realidade miserável, mas quem disse que as nossas conquistas são fáceis, esqueça! Para nós palmeirenses, é na base do sofrimento mesmo.

Porém, nem tudo são flores e pior, geralmente após resultados frustrantes, os espinhos ficam exuberantes e em evidencia. Desta vez quero aqui expor o meu repudio a muitos torcedores, bando de insatisfeitos incorrigíveis e que por de trás de suas posições há claramente um objetivo de prejudicar o atual ambiente do clube visando pretensões politicas ou por simples birra com atual gestão do clube.

Ainda restam 22 rodadas, seguimos o principal candidato ao titulo, único time com 10 vitórias, melhor ataque, melhor saldo de gols, a defesa é a 2° menos vazada, mas tudo isso foi jogado de canto e alguns invertebrados decidiram criticar quase tudo após a derrota contra o Atlético-MG.

As bobagens ditas são patéticas como:

“Cuca burro!”

“A torcida que carrega o time, senão…”.

“Paulo Nobre só pensa na renda!”

“Cadê o meia?”

 “Jesusdependencia”.

Enfim, poderia escrever umas 50 citações contra o Palmeiras, mas pouparei pra deixar a leitura menos irritada. O que mais espanta é a necessidade de meia dúzia em se opor a tudo que é feito pela gestão de Paulo Nobre, que lá tem seus erros de fato, mas muito, muito mais acertos.

Um exemplo desta impaciência foi o fechamento da janela e a agonia destes, sempre os mesmos, com o fato do Palmeiras não ter contratado ninguém, mas time organizado não funciona na correria e nas ultimas horas, trabalha para ter resultados e não para ficar de bem com a galera! O Palmeiras trouxe nos últimos 3 meses somente Tchê Tchê, Roger Guedes, Mina e Leandro Pereira, dois titulares absolutos, Mina só não é ainda porque se lesionou e Leandro Pereira para compor elenco. Mas para os imbecis o Palmeiras tinha que contratar o Diego com salário de 1 milhão ou trazer o Nico Lopez por 36 milhões. Fazer conforme o planejado não dá audiência, mas dá titulo!

De qualquer forma, este recado é para meia dúzia de bocudo que fica principalmente nas redes sociais vomitando criticas e boçalidades, a grande verdade é que a imensa maioria da torcida palestrina segue muito confiante e não tenho duvidas que vai ser muito difícil nos tirar da liderança e que seremos campeões!

Nos próximos três jogos e últimos do primeiro turno faremos no mínimo 7 pontos, apenas a peleja contra o Chapecoense lá na casa deles que é mais encardida, mas estou apostando em mais um tabu cretino sendo quebrado e vamos atrás dos 9 pontos e assim, fechar o primeiro turno com 41 pontos.

TABUS & CRENDICES

palmeirasxinter

Internacional-RS 0 × 1 Palmeiras no Beira Rio, Porto Alegre-RS

Ilustres Palestrinos, os resultados deste ultimo fim de semana nos fizeram pensar algo mais sobre estes tabus e crenças que norteiam muitas redações de nossa imprensa esportiva e, estimulam falsas verdades que ditas repetidamente sem descanso se tornam realidades definitivas! Discordo totalmente, entendam a seguir:

Para iniciar, admito que o momento é excelente para tocar neste tema, afinal o Palmeiras se tornou o principal derrubador de tabus fajutos, assim, a dissertação fica até mais leve, além disso, sugiro aos “antis” de plantão: Não apareçam com outra crendice que neste ano o Verdão derrubará!

No nosso mundo esportivo, tabu é um feito histórico recorrente sem interrupção, pois bem, a minha discordância se dá pela importância que se dá a estes tabus que muitas vezes são totalmente incompatíveis com a realidade do momento, por isso, vejo como crenças absurdas, pois o caboclo transforma um simples registro histórico como fato determinante para uma analise futura. Veja como exemplo o ultimo “tabu” que quebramos:

Desde 1997 o Palmeiras não ganhava do Internacional-RS no Beira-Rio! Pronto, passamos a semana toda que antecedia o jogo como meros azarões para a peleja, um absurdo sem sentido, afinal, nosso time era líder isolado, tido por muitos como o melhor elenco e melhor futebol do campeonato e enfrentava um time decadente, praticamente sem técnico e que vinha de duas derrotas em seu próprio estádio e 4 derrotas consecutivas.

Mas os comentaristas, alguns preguiçosos, outros mal intencionados mesmo, preferem olhar para estas estatísticas e se basear nelas para montar sua analise pré-jogo, não vi um sequer dizendo que o Palmeiras era favorito disparado, tanto que era dado como certa que perderíamos a liderança na 15° rodada.

O que se viu, todos já sabem, passamos o trator no time colorado, 1×0 foi pouco e saiu barato e estes analistas de meia tigela perderam uma grande oportunidade de fazer uma analise menos superficial e fajuta. Neste ano, alias, quantos tabus e crendices já não derrubamos?

  • Palmeiras não vence do Sport-PE na Ilha do Retiro! Vencemos!  :mrgreen: 
  • Palmeiras não sabe vencer fora de casa! Vencemos!  :mrgreen: 
  • Time do Cuca não vence fora de casa? Vencemos!  :mrgreen: 
  • Palmeiras não vence o SCCP-SP no Pacaembu? Vencemos!  :mrgreen: 
  • Sempre perdemos pra time pequeno em casa? Vencemos todos!  :mrgreen: 

Em que discordo é que simplesmente estes tabus não tem a mínima importância, pois o que realmente vale é o momento de cada clube, é a qualidade de cada time e/ou elenco, é o nível de confiança dos jogadores e outros fatores técnicos mais importantes numa partida de futebol, tabu, meu filho, não entra em campo! O Palmeiras, infelizmente, permitiu que alguns times montassem um histórico negativo nos últimos anos, basicamente porque montamos times medíocres, com poucas exceções. Como o barco virou, a tendência natural é que o Palmeiras agora consiga montar uma série histórica sobre os demais, por exemplo, já temos uma série invicta contra o SCCP-SP de 1 ano, 5 jogos.

    Resumo: Tabu serve pra nada! O que interessa é o momento do clube!    

Outra crendice abobalhada é dizer que o Palmeiras vai cair com a ausência de Jesus e Prass, novamente, na minha visão, uma analise preguiçosa ou uma má vontade sem fim!

Neste caso, vou valer-se de falar dos últimos 4 jogos do 1° turno, onde enfrentaremos na ordem: Atlético-MG, Botafogo-RJ, Chapecoense-SC e Vitória-BA.

Seja você o analista esportivo e avalie estes 4 confrontos e diga em voz alta em qual destes 4 jogos ficaremos com o time igual ou inferior aos nossos concorrentes? Digo a você: NENHUM! Com o elenco que temos, seguimos favoritos nos 4 jogos, mas para a imprensa vendida que torce contra…

Como curiosidade, segue o significa do termo tabu: http://www.priberam.pt/dlpo/tabu

Qual será a próxima crendice que vamos derrubar?

AS PEDRAS DO CAMINHO DE CUCA

cuca

Ilustres Palestrinos, seguimos lideres, 1 ponto na frente do SCCP-SP, mas o empate contra o Santos-SP no Allianz Parque, na noite desta terça-feira, produziu sentimentos variados na comunidade palestrina. Há quem esteja desapontado, pois tínhamos 3 pontos de vantagem, diminuiu 2 pontos, adversários se aproximaram e jogaremos fora enquanto os concorrentes jogam em casa na próxima rodada. Há os que estão revoltados com as escolhas de Cuca ao escalar Moisés e depois substitui-lo por Arouca, fora de ritmo. Há também os revoltados contra a arbitragem, que mais uma vez, usou critérios diferentes para o mesmo lance, sempre contra o Palmeiras, o que resultou num pênalti não marcado a nosso favor. Por fim, há quem pense como este blogueiro, onde diante das circunstancias de pré-jogo e durante a peleja, com substituições forçadas, principalmente de Mina (o zagueiro mandava na nossa defesa), o resultado está dentro de uma normalidade do campeonato, afinal enfrentamos um rival direto, com time praticamente completo enquanto nós, muito desfalcados, vimos um time em campo pouco criativo e com a sintonia fina desajustada. Vale apenas uma ressalva: O Palmeiras mandava no jogo enquanto Moisés estava presente, ou seja, considero valida a tentativa de coloca-lo para jogar, faz a diferença.

O Campeonato Brasileiro é muito concorrido, brigado e disputado como nenhum outro no planeta e, sabemos que para seguir líder e buscar o titulo vamos passar também por momentos difíceis, por isso, mais do que nunca, o papel de Cuca será essencial. O nosso caminho está e estará até o final repleto de pedras indigestas e acredito piamente que temos a melhor perspectiva de todos os clubes que brigam pela taça, resta saber se conseguiremos transpor os obstáculos que surgirão durante a temporada.

Abaixo listo as principais pedras que encontraremos:

Desfalques e contusões indesejadas: Esta é uma pedra cantada, por isso que se diz tanto que bons times ganham jogos, bons elencos ganham títulos, logo só um clube com elenco numeroso e reservas a altura dos titulares terá condições de brigar até o final, mas as circunstancias de cada partida podem definir muito da importância destes desfalques, afinal, uma coisa é perder o artilheiro num jogo contra o lanterna, outra é perdê-lo logo contra um concorrente direto. Contar com os desfalques dos rivais em jogos importantes e que nossas ausências sejam em jogos que sejam mais fáceis ajudará e muito!

Jogos fora de casa: Este também é um temor de todos, mas sempre potencializada no Palmeiras, o que piora neste ano, pois o nosso comandante Cuca costuma montar times que se dão muito bem em casa, mas passam apuros jogando fora, o bom exemplo é o Atlético-MG, campeão da Libertadores.

Arbitragem: Novamente lugar comum para todos os clubes, mas novamente potencializada quando o assunto é Palmeiras, nesta rodada, por exemplo, fomos novamente prejudicados quando o mesmo arbitro apita mão de Barrios em toque involuntário, mas quando o santista faz o mesmo, dentro de sua área, o juiz ignora ou acreditem, não vê!

O amor da RGT pelo SCCP-SP: Isso vem de longe, mas parece que vivem cada vez mais uma lua de mel sem precedentes! A RGT só quer transmitir jogos do SCCP-SP, não importa a qualidade do jogo, além disso, o esforço de sua equipe de jornalistas em apontar um time medíocre como favorito é enorme e desproporcional, se não bastasse tudo isso, ainda contam com o apoio das outras mídias, que são obrigadas a seguir no mesmo barco para não perder a audiência. Em resumo, nos trancos e barrancos, o nosso rival vai se segurando lá na briga com todo o apoio que for preciso de nossa imprensa falida.

STJD: Outra pedra que já nos causou vários danos e ainda podem causar mais, pois ainda haverá o julgamento final dos acontecimentos de Brasília, bem como, o julgamento final do uso de rádio feita pelo Cuca e, não duvidem que até o final do Brasileiro ainda sejamos denunciados por alguma coisa!

Torcida: Por fim, a ultima pedra, a polemica! Cito a torcida como uma pedra, como contraponto, pois nós palmeirenses estamos fazendo nosso papel, indo aos estádios e lotando os espaços reservados para visitantes e lotando o Allianz Parque, não importa dia, hora, adversário e previsão de tempo, definitivamente, a torcida palmeirense não é modinha, mas…

É preciso reconhecer que esta lua de mel vive numa linha tênue e esta relação pode descambar tanto para o bem como para o mal. Já vimos nesta temporada que tivemos problemas, principalmente com a organizada e, neste jogo contra o Santos-SP foi percebida uma impaciência. No meu ponto de vista, não era necessária, afinal somos simplesmente o líder do campeonato, mas nos minutos finais havia uma pressão no time o que pode ser útil quando o resultado realmente estiver adverso, mas que pode ser perigoso em condições como a de ontem, onde visivelmente o time não tinha mais pernas e poderia acabar perdendo até o ponto do empate.

Todos nós palmeirenses queremos o titulo, mas estamos falando de um campeonato de pontos corridos de 38 rodadas e só completamos 14 rodadas, restando 24 ainda, são mais 5 meses de Brasileiro e vai haver momentos que o empate será muito útil. Fazendo uma analogia singela: O campeão da Formula 1, por exemplo, conquista ao longo de toda temporada pontuações que não são resultado da vitória, pontos decisivos para o titulo. Experimente pegando qualquer temporada da F1 e compute apenas os pontos das vitórias dos campeões daquele ano e você confirmará que nenhum deles seria campeão.

Portanto, caros amigos, devagar com andor que o santo é de barro, seguimos lideres e temos compromissos interessantes pela frente e confio muito neste elenco, principalmente porque já vimos que eles gostam de jogos grandes.

Seremos Campeões!

A PRIMEIRA DECISÃO CHEGOU!

Final da Copa do BrasilFinal da Copa do Brasil no Allianz Parque; estamos invictos contra o Santos-SP na nova casa.

Ilustres Palestrinos, somos lideres e na avaliação dos principais analistas/comentaristas esportivos o melhor futebol do campeonato, já temos uma rodada de vantagem (quando não tem como nos alcançar mesmo com derrota), quebramos a zica de não ganhar fora de casa (ganhamos do Flamengo-RJ em Brasília, mas ali, na minha visão, foi campo neutro, nossa torcida dividiu o estádio) e temos o melhor jogador e artilheiro do Brasileirão.

Posto tudo isso, afirmo, o próximo jogo contra o Santos-SP no Allianz Parque na próxima terça-feira será a nossa primeira decisão deste campeonato. Será aquele jogo que poderá ser lembrado por muitos, como o tal jogo chave pelo titulo, mas não o considero um jogo de “6 pontos” porque ainda não tenho esta certeza que o Santos disputará o titulo deste ano.

Então vamos aos argumentos que me levam a conclusão que esta peleja da 14° rodada do 1° turno se tornou chave para o titulo.

Principal motivo: Teste do elenco! Sim, neste jogo, vamos testar o velho ditado que diz “Bons times ganham jogos, Bons elencos ganham títulos”, tudo isso porque o Palmeiras jogará desfalcado de até 5 jogadores, são eles: Gabriel Jesus (suspenso), Roger Guedes (suspenso), Thiago Santos (suspenso), Moises (lesão) e Tchê Tchê (lesão). Custa nada lembrar que ainda contamos com outros 3 desfalques: Alecsando (doping), Gabriel (lesão, mas voltando aos treinos) e Arouca (lesão, voltando aos treinos também). Um total de 8 desfalques e vejam que curioso, 3 na linha de ataque e 5 nos jogadores que exercem primordialmente o papel de volantes.

A vitória com todos estes desfalques estabelecerá para a imprensa e nossos adversários que o Palmeiras realmente tem um elenco forte e que Cuca tem o total controle do grupo, capaz de mudar as peças, mas manter o time vencendo.

     “Bons times ganham jogos, Bons elencos ganham títulos”     

2° motivo: É notório que há 3 times jogando acima da média, Palmeiras, Grêmio-RS e Santos-SP. O jogo contra o primeiro citado foi no inicio do campeonato, ainda tudo embolado, mas ali sim, um jogo de 6 pontos, pois vejo o time gaúcho brigando pelo titulo (enquanto tiver folego). Já o time praiano vem pra esse jogo completo e tentando juntar pontos antes das Olimpíadas, quando perderá 3 jogadores, o que pra eles é um prejuízo enorme, afinal, lá não tem elenco, logo jogará pra ganhar, mesmo fora de casa.

3° motivo: Manter os 100%, com um time que tentará nos atacar mais do que o normal, fará com os clubes se percam em qual a melhor estratégia ao enfrentar o Palmeiras no Allianz Parque, afinal, se jogar se defendendo perde e se jogar atacando também perde, como ganhar?

4° motivo: Força psicológica, pois é sabido que o time que mentalmente estiver mais bem preparado está definitivamente um passo a frente. Uma vitória neste jogo nos deixará a ponto de bala no quesito confiança e tudo isso no momento certo, pois os dois próximos jogos são contra o Internacional-RS no Beira-Rio (que não disputa titulo, mas lá são fortes) e Atlético-MG no Allianz Parque (segundo “especialistas” o melhor elenco do Brasil), logo chegar nestes confrontos com a moral em alta será essencial para que possamos nos dar bem nestes dois jogos.

5° e ultimo motivo: A disparada na liderança passa a ser um objetivo comum e esta rodada pode nos ajudar, afinal o SCCP-SP jogará fora de casa contra a Chapecoense-SC e deverá perder 2 ou 3 pontos, então uma vitória nossa garantirá uma ampliação da vantagem e, na minha visão, agora é o momento para disparar, ganhar gordura necessária, afinal, por mais que estejamos seguros da nossa superioridade frente aos demais, sempre haverá um risco de um tropeço abobalhado.

6° e motivo “motivador: Calar a boca do Gabriel genérico que ousou dizer ontem na Radio Bandeirantes que o time deles é superior ao nosso. Meu amigo perdeu a oportunidade de ficar quieto, como diz outro ditado “Tem hora que o melhor discurso é o silencio”.

Enfim, e o que você acha? Temos mais motivos para considerar este jogo como a nossa primeira decisão ou estou me precipitando?

Em tempo, jogo para recorde de publico, não acham?

É DO CONTRA!

do contra

“Do Contra” | Personagem nos quadrinhos da Turma da Mônica

Ilustres Palestrinos, retomando as atividades do blog, depois de um longo inverno, nada tem tanto haver com este reinicio como falar da turma do contra, afinal, Palmeiras líder e encantando é um prato cheio para os contrariados esbanjarem suas caretas raivosas, mas vamos ao que interessa!

Fui provocado a falar do tema ao assistir o programa Linha de Passe da ESPN e me deparar novamente com o senhor “mal humorado”, deselegante e indigesto Mauro Cezar Pereira e mais uma de suas perolas midiáticas.

O fato em si é emblemático, por isso cabe a dissertação a seguir, o citado acima contrariou a própria enquete do programa que questionava seus comentaristas sobre o time que poderia fazer frente ao atual líder do Brasileirão|16, a lista: Corinthians-SP, Grêmio-RS, Internacional-RS, Atlético-MG, Santos-SP e Flamengo-RJ; Os comentaristas Gian Oddi e Arnaldo Ribeiro colocaram o único time mineiro da lista como o principal concorrente, já o ranzinza e mal amado do José Trajano, o dono da pauta, se limitou a observar a discussão, afinal, só fala do que interessa, mesmo que não tenha nada a ver com algo meramente esportivo, mas então a bola caiu no pé de MCP e simplesmente, o amante do futebol argentino (nada contra isso, apenas estou montando o personagem) se debruçou no tema com ênfase que o é peculiar ao questionar o porquê da enquete, perguntando aos demais sobre o posicionamento do Palmeiras como o principal time em busca ao titulo e, usou como argumento uma patética analise de tabela e de mando de campo, provavelmente resquícios do “chateamento” notório deste senhor com a draga sem fim dos clubes cariocas.

Cabe aqui um parêntese para falar sobre o assunto “Mando de Campo”: Desde 2003, o Brasileirão é disputado por pontos corridos, turno e returno, logo, são 20 times, portanto 19 jogos em casa, 19 fora, logo é obvio concluir que não há nenhum favorecimento num torneio disputado neste formato e, os clubes paulistas não são culpados por possuir 5 representantes na Série A, muito menos são culpados pelos problemas dos cariocas, fecha parêntese.

Voltando para a chave do texto, me indago inúmeras vezes sobre os comentaristas esportivos que visivelmente buscam em suas palavras tornar-se sempre um contraponto no debate; trabalham sempre na linha do antagonismo das discussões e em minha opinião o fazem de forma proposital, não exatamente por realmente possuírem uma visão antagônica, mas porque constroem massivamente o personagem “Do Contra”.

Muitos, em minha tese, erroneamente, admiram esta linha entendendo que se trata de pessoas que não seguem modas, gostos comuns e padrões. Entendem que os “do contra” são indivíduos com senso critico aflorado e que possuem uma liberdade de pensamento, ausente nos demais.

Já em minha analise, não há alguém que seja antagônico em tudo, pois é humanamente improvável que uma pessoa tenha opiniões contrarias em todos os assuntos viáveis no planeta. Por esta constatação que defino este padrão como personagens criados visando a popularidade e audiência. Digo popularidade, pois quem gera o sensacionalismo e conflito se torna popular, mesmo que seja de forma “não” tão positiva.

Trazendo esta analise para o personagem Mauro Cezar Pereira, é indiscutível, que no mundo futebolístico, não há como alguém ser tão antagônico como ele trabalha sua opinião, logo o trato e o tratarei sempre como uma ficção, pois ali não há verdade!

Por fim, deixo uma frase que me inspira nestes debates:

Por mais violento que seja o argumento contrário, por mais bem formulado, eu tenho sempre uma resposta que fecha a boca de qualquer um: “Vocês têm toda a razão”. [Millôr Fernandes]

Em tempo, explico a imagem deste texto: Trata-se do personagem “Do Contra” criado por Mauricio de Souza em 1994 para os quadrinhos da Turma da Mônica, na imagem ele lendo o manual de como ser “Do Contra”, logo acredito piamente que o jornalista citado no blog possua um livro parecido em sua cabeceira da cama.

A PARCIALIDADE DO JUCA

IMG_3772Bom Dia Palestrinos,

A nossa imprensa é vendida, muitos inclusive não são apenas vendidos, mas são além disso, não sabem separar a sua paixão clubística de seus comentários expondo uma parcialidade até patética, porém cabe uma ressalva deste blogueiro, há hoje em dia vários programas esportivos em todas as mídias onde há comentários de pseudos jornalistas, mas que expõem sua paixão clubística, logo são programas que transparentemente possuem uma dinâmica diferente e um formato visando estes depoimentos clubísticos, não é o caso em questão nesta publicação, pois a critica ira se referir a um programa e TV fechada que se diz imparcial.

Pois bem, ontem por volta das 21 horas, um companheiro, chamado Juca (isto está gravado) proferiu, de forma até demagoga, criticas que as considero gravíssimas sobre uma entrevista feita por Alexandre Mattos, no programa Bola da Vez da ESPN, expos uma visão totalmente distorcida e deturpada do que foi dito pelo Diretor Executivo do Palmeiras. Veja abaixo algumas das frases desde senhor:

O Bola da Vez com Mattos foi deplorável!

Deplorável a participação de Mattos no Bola da Vez!

Ele revelou-se um humorista de 1° a 5°!

Não respondeu uma pergunta que fosse com verdade!

Tudo ele achava um jeito de escapar!

Este cara é que achamos ele moderno?

Ele (Mattos) é mais um sabonete!

Diante dessas melancólicas atrocidades ditas por este senhor, até os demais da tal mesa redonda ficaram perplexos, sem entender a necessidade de nosso querido companheiro em proferir tantas criticas alucinadas.

Só farei uma unica pergunta sobre as criticas: De onde o tal senhor tem embasamento para dizer ao vivo e publicamente, diante de uma entrevista de Alexandre Mattos, que o entrevistado foi e/ou é mentiroso?

Infelizmente o rancor e amargura de alguns, ainda com espaço na TV, só demonstram como o problema não está apenas no futebol brasileiro, mas também na imprensa esportiva.

Em tempo, o mesmo senhor ainda teve tempo para esbravejar de forma caótica sobre o mando de jogo da Ponte Preta em Cuiabá, visivelmente transtornado, afinal o Palmeiras foi novamente beneficiado, como já havia ocorrido no jogo contra o AUDAX no Paulista, mas recuperem o mesmo programa, após a 1° rodada do Brasileiro e vejam se o mesmo também se transtornou com o fato do CR$ ter mandado seu jogo contra seu time de coração no mesmo estádio, claro que não!

Juca, não é quem vcs estão pensando!

O RESGATE DA CONFIANÇA EM CLÁSSICOS! CARREGAMENTO FULL…

Bom Dia Palestrinos,

Mas não é só um bom dia, é um belíssimo dia e será uma grande semana, que todos estejam contagiados com o entusiasmo deste pacato blogueiro.

O titulo desta publicação me remete a uma certeza definitiva e que ontem, em minha visão, teve sua etapa final de carregamento desta confiança concluída, pois depois deste domingo, não tenho mais nenhuma duvida, o Palmeiras resgatou de vez por toda a confiança do seu torcedor em clássicos e isso é realmente definitivo.

Sim, você pode até dizer que esta confiança já existia após as belas vitórias contra o mesmo SPFW do Jardim Leonor no Paulistão e contra o SCCP no Estádio Federal de Itaquera, sim, até poderia, mas o palmeirense ficou muito ressabiado diante de três temporadas patéticas, e por isso, esta certeza de vitória em clássicos ainda não era algo unanime, mas confesso ou decreto, como preferir, após o jogo de ontem não há quem duvide que agora somos o time a ser batido em clássicos, infelizmente, as grandes vitórias contra nossos principais rivais não estão refletindo na nossa classificação no Brasileiro.

Os números são saborosos e precisam ser enaltecidos! Nos últimos 6 clássicos, foram 4 vitórias, 1 empate e 1 derrota, esta infelizmente na final do Paulista na Vila Belmiro. Foram 2 jogos contra os três rivais, contra o Santos, o único equilíbrio, 1 vitória, 1 derrota, mas cabe aqui uma reflexão, o time da baixada tem a perspectiva quase certa da perda de Robinho o que transformará o time de bonzinho para grande candidato a ficar na segunda pagina da tabela Forever e namorar a zona de rebaixamento, já o Ex-Champions League, o Rildo Team de Itaquera temos um retrospecto de 1 vitória e 1 empate formoso, afinal, esta peleja foi a semifinal do Paulista e nos pênaltis o derrotamos em pleno Itaquerão, nossa segunda casa, alias, nossa vitória também foi lá, nos resta mais um jogo na temporada que será na nossa primeira casa, no Allianz Parque e não temos duvidas, é vitória garantida.

Por fim, num destaque especial em paragrafo exclusivo, temos o retrospecto de 2 jogos, 2 vitórias, 7 gols marcados e nenhum gol sofrido contra o time em decadência, que não paga salario, mas anda pagando pato (entenderam o trocadilho?), estão vendendo o almoço pra pagar o jantar, se desfazendo de jogador pra sobreviver, com um estádio que só lota em dia de chuva, lota de água em tudo que é lugar, estádio velho meu amigo é uma mercadoria, mas se for para enumerar todos os aspectos da decadência não acabo hoje, então vamos focar aqui e deixar a zoeira de lado, será que conseguirei? Rogério Ceni já conhece bem a área interna das redes do Allianz Parque, afinal foi lá dentro 7 vezes e nosso próximo jogo contra o time do Jardim Leonor será no Arcaico estádio da zona sul e não me atrevo a ficar em cima do muro, seremos sim os vencedores e não será meia duzia de bambis esperneando na arquibancada que fará mudar a minha visão e a atitude deste Palmeiras em 2015, afinal já jogamos duas no Allianz Parque, duas sapecadas, sendo esta segunda, pra variar, novamente um time badalado, que uma vitória o daria a liderança do campeonato, mas lamento frustar nossos fregueses, não será desta vez e se depender de nós, não será nunca!

Deixo aqui uma pergunta: Quem você escalaria para seu time? Rafa Marques, sem custos ou Pato, 40 milhões.

Menção honrosa para Marcelo Oliveira que fez um time que sempre teve posse de bola jogar de forma inteligente no contra ataque e sabendo usar muito bem a boa base deixada pelo Oswaldo de Oliveira.

LUCAS BARRIOS, UMA CONTRATAÇÃO DE EXCELENCIA

lucasbarrios

Bom Dia Palestrinos,

Esta publicação poderia ter outro titulo: RESPOSTA AO MAU AMADO DO MAURO CEZAR PEREIRA, mas prefiro não dar audiência para um jornalista que passa, atualmente, por uma fase de tentar ganhar notoriedade de tudo que é forma e pelo jeito já percebeu que mexer com a nossa torcida vai gerar a ele frutos de visibilidade.

Muitos questionam a contratação de Lucas Barrios argumentando que estamos trazendo um atacante reserva da seleção paraguaia de 30 anos. Esta é simplesmente a argumentação mais inútil de todas, só estou citando a mesma por dó de quem não tem argumentos.

Há duas formas simples de analises: A objetiva, com números e a subjetiva, baseado em comentários e analises de desempenho feitos por especialistas.

Como a objetiva é algo tangível e sem parcialidades clubísticas, vamos aos números, mas me perdoem, terei que comparar com um tal Paolo Guerrero, atacante peruano badalado pela imprensa, obviamente porque o mesmo atuou no time mais querido pela metade dos jornalistas e agora se transferiu para o time mais amado pela outra metade dos jornalistas.

Vamos na jugular logo:

Lucas Barrios Paolo Guerreiro
Idade 30 anos Idade 31 anos
Jogos 354 Jogos 416
Gols 159 Gols 139
Média de Gols 0,44 Média de Gols 0,33

lucasbarriosOs dados são públicos, não duvidem, procurem nos portais de estatísticas e confirmem!

Como os números não mentem, contratamos um jogador mais jovem e mais letal por um custo menor e salário muito menor, logo não há discussão, contratar Lucas Barrios foi muito mais negócio e digo sem sombra de duvidas que será muito mais efetivo que a contratação do time da mídia carioca!

Partindo para analise subjetiva, Lucas Barrios teve dois grandes desempenhos no Colo-Colo nas temporadas 2008-2009 e no Borussia Dortmund entre 2009-2012, depois disso se transferiu para o futebol chines em busca da tal “independência financeira”, porém no ano passado emprestado pelo Spartak Moscou para o Montpellier deu sinais que ainda tem muito apetite de gols e gana de vencer!

Ao lado, dados do portal de Lucas Barrios com suas estatísticas em cada clube que passou, exceto a seleção paraguaia.

Abraços!

ESTÁDIO LOTADO OU TV ABERTA?

palmeiras-sport-arena-rib-7Bom Dia Ilustres Palestrinos,

Não entendeu o titulo desta publicação? Explico!

Em 2015, nós palmeirenses estamos experimentando uma condição unica, nunca antes lotamos tanto o estádio como ocorre neste ano, tudo bem, que em outras épocas, lá pra trás, o Palmeiras tinha bons públicos nos seus jogos, mas neste ano há um elemento especial, a grana, bufunfa, arame, $$$, as pratas que estão caindo na conta do Palmeiras com os seus jogos no Allianz Parque.

Antes, quero aqui deixar claro que não vou entrar na discussão se os preços dos ingressos estão caros ou não e também não vou entrar nesta hipocrisia que alguns fazem criticando os torcedores que festejam boas rendas para o clube, afinal, dinheiro pro clube, desde que não seja desviado, será empregado em elencos mais fortes, o que acarretará em time forte e títulos, logo, quem comemora renda, na verdade está comemorando a perspectiva de ver seu time cada vez mais forte e campeão, então não me venham com esta hipocrisia sem fim.

Voltando ao assunto desta publicação quero aqui comparar o que é melhor para o clube: Ter seus jogos com estádio cheio e belas rendas ou ter uma exposição massiva na TV, assim, tendo uma fatia maior no dinheiro dos direitos de Televisão?

Infelizmente, em pesquisa vasta feita por este humilde blogueiro, não é possível precisar de forma tangível o quanto a exposição na TV Aberta gera um impacto na presença de publico no estádio, mas é um assunto que tem que ser analisado, afinal, ao contrario das ligas europeias, onde praticamente todos os jogos são transmitidos e os estádios, quase todos, estão lotados, aqui no Brasil com os direitos de Televisão exclusivos a uma unica emissora, este cenário é importante e precisa ser avaliado.

Mesmo que os jogos não sejam transmitidos para a cidade onde ocorre a partida, o fato é que a forte exposição do clube na TV aberta dá para o torcedor uma comodidade que terá acesso ao seu time muito mais que o clube que não tem a mesma exposição, logo este torcedor, com a sensação de “realização” ou que o seu consumo com o seu time de coração está sendo atendido, eventualmente ele pode abrir mão de ir ao estádio já que sua fome já foi saciada, concordam?

Realizei alguns estudos que comprovam que a tese acima é verdadeira, obviamente que esta pesquisa foi feita com amigos torcedores do SCCP, afinal, nós, palmeirenses não desfrutamos desta exposição em TV Aberta.

Enfim, a pergunta é pertinente: Se os jogos do Palmeiras fossem transmitidos pela TV Aberta, o clube teria a mesma presença massiva da torcida? Resposta: NÃO! Mas não fiquem bravo com minha logica!

Logo o que é melhor? Ter uma grana maior da renda dos jogos ou receber mais grana da TV? A exposição na TV gera outros frutos, principalmente nas outras praças, mas também gera aquela sensação “não aguento mais ver este time” o que gera também uma antipatia maior do publico geral, mas claro que ninguém quer seu time de coração seja o segundo time de ninguém, mas também ninguém quer que seu time seja tão odiado assim, mas e como fica o clube que não tem esta exposição, mas lota o estádio? Neste caso, só há o lado positivo, pois se cria neste cenário uma imagem que aquele clube é seguido por apaixonados! Esta visão passa a ser espalhada não apenas entre sua própria torcida, mas também pelos torcedores rivais e por toda a mídia, então isso gera uma bola de neve interminável, com frutos enormes dentro da cidade/estado do clube, afinal, a pergunta básica será: Pra quem você vai torcer? Para o time que passa o tempo inteiro na TV ou para o time que tem uma torcida que lota os seus jogos? Esta pergunta ganha um aperitivo adicional: Para você decidir por um ou pelo outro precisará assisti-los, o time da TV bastará ao indeciso ligar na emissora certa, já o outro, o indeciso terá que ir ao estádio para conferir e desta forma qual você acha que será escolhido? Fácil essa hein!

No resumo da tese, a longo prazo, veremos, de uma lado, o time da mídia, muita exposição, ganho de torcida em todo pais, mas aquela torcida que curte uma bigamia clubística, ou seja, torce pro time da mídia, pro time da cidade, pro time da Europa, pro time dos States e tudo mais e também muita gente que não aguenta mais ver tal time, do lado de cá (deu pra entender?), um time visto por todos como o clube de uma torcida fanática e apaixonada e isso criará um sentimento de curiosidade que também pode gerar um ganho de torcida, mas uma torcida mais qualificada e que irá acompanhar mais ainda este clube.

Financeiramente, na minha visão, há um ganho a longo prazo muito maior! Futebolisticamente é uma vantagem abissal que trará uma sustentabilidade eterna, algo que todos nós sabemos, no futebol brasileiro, não existe!

Esta é uma avaliação exclusiva do blogueiro e não é uma verdade absoluta.

 

 

ESTAMOS DE PÉ E ASSIM NOS MANTEREMOS!

torcidapalmeirasIlustres Palestrinos,

Em janeiro de 2015 presenciamos todos juntos o renascimento da SOCIEDADE ESPORTIVA PALMEIRAS, o grande que morria um pouco a cada ano de sua vida renasceu gigante, enorme, imponente e, como disse o presidente Paulo Nobre, escrito com todas as letras maiúsculas, o imponente PALMEIRAS.

Apenas 4 meses depois, o gigante mostrou sua força. Nesta trajetória recuperamos nossa auto-estima, derrotamos nossos rivais, dentro e fora de campo, vimos o time do Jardim Leonor se sucumbir diante dos nossos olhos dentro de nosso estádio, vimos o reconciliação de um casamento de time e torcida, jamais visto em todo âmbito nacional, afinal, de uma torcida frustrada e resignada de anos anteriores, remontamos este elo com a melhor média de publico do Paulista e do Brasil em todos os estaduais. Derrotamos o “time da Champions League” calando o Estádio Federal de Itaquera, ganhamos força com o Allianz Parque, lotando praticamente todos os jogos, gerando rendas inimagináveis para os nossos padrões até ano passado, nós, torcedores, nos tornamos mais sócios do que nunca, ficamos imbatíveis em nosso estádio, nossa camisa valorizou como nunca antes havia ocorrido no futebol brasileiro e por fim, resgatamos o amor incondicional de 16 milhões de palmeirenses.

Porém, ontem perdemos a decisão do Campeonato Paulista, há um sentimento de frustração e não poderia ser diferente, afinal chegamos muito próximo, mas ao contrário dos anos anteriores, a perda deste titulo não apaga o projeto de grandeza do PALMEIRAS, pois é evidente que após apenas 4 meses já ter chegado na final do Paulista, passando pelos obstáculos pelos quais passamos, é uma demonstração que não foi por acaso e com isso as perspectivas são excelentes, neste novo PALMEIRAS, não há ilusões, há CERTEZAS!

O trabalho está no caminho certo, temos elenco pra disputar campeonatos longos e simultâneos, temos jogadores inteligentes e carimbados que saberão tirar a lição da perda deste titulo, temos um técnico competente e vivido o bastante que saberá erguer a cabeça de cada jogador, ainda é um time em formação e portanto, ainda evoluindo tática e tecnicamente, temos jogadores contratados que ainda nem estrearam, logo imaginem o quão forte ainda seremos, pois é nítido que nem todos ainda mostraram todo o seu potencial.

 

Enfim, é com a força de nosso estádio, com o amor de nossa torcida, com a confiança de um trabalho bem elaborado pelos nossos dirigentes, com a qualidade de nossos jogadores e com o pensamento positivo de todos nós é que temos a CERTEZA que o PALMEIRAS vem muito forte para o Brasileiro. Vamos disputar o titulo e a primeira batalha desta guerra começa neste sábado, no Allianz Parque, as 18h30 contra o Atlético-MG.

Vamos provar a todos, principalmente imprensa vendida e nossos rivais que confiamos no PALMEIRAS, vamos lotar o Allianz Parque neste primeiro ato e dar nosso cartão de visita com a assinatura do ressurgimento do gigante.

Estamos de pé e assim nos manteremos!

 

19.04.2015 SERÁ INESQUECÍVEL?

historicoinesquecivelBom Dia Palestrinos,

Conquistamos mais uma passagem para Final de Campeonato Paulista, algo que não ocorria desde 2008, quando passamos pelo SPFW pelas semifinais e vencemos os dois jogos contra a Ponte Preta nas finais daquele ano.

Comemoramos demais da conta, alguns, como esta pessoa que aqui escreve, exageraram na farra etílica e precisaram de um descanso necessário nesta segunda, vendo, obviamente, todos os programas de debates esportivos possíveis.

O que foi muito debatido na imprensa e entre palmeirenses é a importância histórica do jogo deste domingo no Estádio Federal de Itaquera e, principalmente o quanto esta jornada será inesquecível nas mentes de todos nós palmeirenses. Vejam, são termos que possuem significados diferentes: Jogo Histórico e/ou Jogo Inesquecível?

Bem, como não sou de ficar no muro emito aqui minha opinião: É sim um jogo histórico, mas só será inesquecível com a conquista do título deste Paulistão 2015.

Vale aqui uma analise dos termos na ótica deste humilde blogueiro: Jogo histórico, basicamente são todos, pois todos possuem a sua história, porém costumamos usar este termo, na sua maioria, em jogos finais, em jogos grandes, como clássicos regionais ou em jogos de grandes acontecimentos, já os jogos inesquecíveis são todos estes citados acima, mas há a particularidade da memória afetiva das torcidas envolvidas nestes jogos e diante desta visão exposta aqui que compactuo com a distinção de jogos históricos de jogos inesquecíveis.

Após a explicação acima poderia citar inúmeros jogos que são inesquecíveis, mas quero me restringir a apenas um jogo, que na minha opinião, representa como uma luva esta visão exposta aqui. Voltamos ao dia 20.04.2008 e para os palmeirenses apaixonados logo virá a sua memória a imagem linda de Mago Valdivia, aos 39 minutos do segundo tempo fazendo gestos que ali acabava o jogo e olhando nos olhos de Rogério Ceni fez o gesto clássico de silencio, tudo isso após o segundo gol palmeirense na segunda semifinal contra o SPFW.

A pergunta é simples: Você, palmeirense, lembraria deste jogo da forma afetiva que temos hoje se o Palmeiras não tivesse sido campeão? Na minha opinião, não! Seria sim um jogo histórico, mas não inesquecível! Para isso cito outra semifinal histórica, desta vez contra o SCCP, no dia 27.08.1986, quando aos 42 minutos do segundo tempo, Mirandinha, no abafa, empurra a bola pro fundo do gol e garante a prorrogação daquele jogo naquela noite no Morumbi, ali, na prorrogação, o Palmeiras faria ainda mais dois gols, sendo um, olímpico de Éder, porém, como é da ciência de todos, o Palmeiras não reproduziu o mesmo futebol nas finais contra a Inter de Limeira e perdemos o titulo, por causa desta derrota, o jogo semifinal, com uma classificação épica, ficou para segundo plano, já 2008, o jogo semifinal no Palestra Itália ficará sempre na memória do Palmeirense, visto que posteriormente, passamos que nem um trator pela humilde e simpática Ponte Preta nas finais.

Vejo 2015 desta mesma forma, o jogo deste domingo foi épico, vencemos o time superestimado pela imprensa em sua casa, nos pênaltis, sofrendo virada e se recuperando com empate jogando melhor, passando por cobranças de pênaltis emocionantes onde ficamos a uma conversão deles da desclassificação e chegamos a final com duas defesas espetaculares de Fernando Prass, mas sem o titulo, este jogo histórico cairá no mesmo esquecimento do jogo de 1986, já com o titulo, é muito provavel que esta semifinal será lembrada como o jogo chave mais lembrado por todos nós palmeirenses.

Enfim, prevejo que este jogo terá o carimbo e status de jogo histórico e inesquecível, pois o Palmeiras evolui muito a cada jogo e deve passar pelo Santos nestes dois jogos finais.

Que venham as finais e que tal relembrar aqui os dois jogos citados? Seguem abaixo:

Palmeiras 2 x 0 SPFW | Semifinais do Paulistão 2008

Palmeiras 3 x 0 SCCP | Semifinais do Paulistão 1986

QUEM SE APEQUENA MESMO?

gigantepalmeirasIlustres Palestrinos,

Em 2014, do lado de lá do muro na Barra Funda se falou muito pelos quatro cantos que o lado de cá do muro estava se apequenando e perdendo espaço no cenário de nosso futebol brasileiro; numa entrevista coletiva com a soberba de sempre, um tal mandatário do lado colorido arrotou seu discurso demagogo e patético, então, a cada mordida em bananas espalhadas pela mesa a sua frente, este senhor manifestava um ar de superioridade que foi reproduzido por toda a imprensa esportiva.

Na época, nosso jogador mais produtivo adotou a decisão de pular tal muro expondo a todos que a sua continuidade em nosso clube só não ocorreu por míseros  5 mil reais, porém, logo foi descoberto que na verdade o caboclo saiu de um salário mensal de 220 mil oferecidos do lado verde para 350 mil oferecidos do lado rosado. Quanta diferença!

Pronto, este simples caso associado aos fracassos nas ultimas temporadas foi a sentença necessária para a imprensa vendida e dirigentes sem escrúpulos jogar nosso prestigio para baixo rebaixando o status de nosso clube no cenário nacional! Conveniente não acham?

Pois bem, risquem tudo isso que foi escrito acima e vamos falar a verdade, ou melhor, vamos cair na real!

Vamos a partir de agora explicar alguns requisitos para realmente identificar quais clubes realmente se apequenam em nosso futebol, principalmente em São Paulo.

O tal pequeno clube para os soberbos tem média atual maior que 26 mil torcedores por jogo, enquanto a soberania das galaxias não conseguem colocar nem 11 mil em seus domínios! Olha que só cito o Campeonato Paulista, mas vale lembrar que nem na Libertadores das Américas ele chegaram perto de nossa média de publico! Bem, se seguimos nesta mesma toada podemos citar as rendas destes jogos: Aqui a renda bruta média ultrapassa 2 milhões de reais, com renda liquida média acima de 1,3 milhão de reais, já nos galáticos a renda bruta não chega a 400 mil reais, 5 vezes menos que a nossa, vou repetir: NÓS FATURAMOS 5 VEZES A RENDA DELAS, mas que tal falar de renda liquida? Só piora, pois não chegam a 200 mil reais, ou seja, nossa renda liquida é 6 vezes maior que do dito por si mesmo o Soberano! Só não são os piores dos ditos grandes de São Paulo, porque o time do litoral consegue ser mais caótico.

Mas dirão os opositores que isso é sazonal, então vamos para algo que é baseado ao status e a visão do clube no mercado: Patrocínio de camisa! O Palmeiras tornou-se o clube com a camisa mais valorizada do futebol brasileiro com míseros 50 milhões de reais anuais de receita, e olhe que para isso nem foi preciso arrendar espaço do sovaco e no calção como uns e outros já fizeram, já do lado de lá do muro a receita com patrocínio é ……………ZERO! Além disso, um dos nossos patrocinadores até pensou em patrocinar os soberbos, mas parte das justificativas por não terem escolhido o outro lado é que mercadologicamente o Palmeiras era a melhor opção, simples!

Vamos tentar outro requisito para definir a grandeza de um clube: Sócio-Torcedor! Pois bem, nova lavada! Afinal, aqui já temos mais de 102 mil sócios Avanti, o 2° do país e o que mais cresce neste ano, com estimativa sem exageros de chegar a 150 mil sócios ainda em 2015, já no mundo cor de rosa da vida só há 52 mil sócios, apenas o 8° no Brasil e olha que dizem que a torcida colorida é a 3° do país, Será?! Alias, torcida modinha é fácil! Vamos implantar a obrigatoriedade de monogamia clubística e tenho certeza que a torcida deles despencará nas pesquisas.

Mas se vocês acham que acabou ainda temos outros parâmetros interessantes, por exemplo, se tem algo que mostra que o clube está se apequenando é a sua incapacidade de pagar os salários de seus funcionários, mas não cito apenas os jogadores e comissão técnica, digo isso, porque do outro lado do muro, fizeram uma limpa até da tia do café, sem contar os já divulgados atrasos de salários e direito de imagens do elenco.

Pra fechar com chave de outro, vale ressaltar que aqui não tem escândalo, lá tem! Aqui nosso material esportivo é da fortíssima alemã ADIDAS, lá é Penalty, aqui a diretoria de futebol é profissional, lá é uma zona! Aqui, contratação é algo feito com estudo e analise apurada, lá é feito nas coxas (vide caso patético de Dória que jogará só alguns jogos e ainda não está bem fisicamente e que tal falar de Daniel, ex-Botafogo, que fez exames aqui e foi reprovado, fez exames lá e foi aprovado e segue sem data para retorno aos gramados, fiasco monstro) , mas tem algo mais pequeno que ter jogador do seu elenco que metade do salário é pago por um rival? Ridículo!

Será que precisamos citar os estádios? Melhor parar por aqui!

Cabe aqui uma observação: Há obviamente torcedores que não gostam que façamos apologia aos resultados financeiros, considerando que apenas o que importa são os resultados esportivos, o que é corretíssimo pensar desta forma, porém é necessário que estes se atualizem do novo cenário esportivo, onde o dinheiro faz com que os clubes melhores administrados financeiramente tenham condições superiores aos demais, logo estarão obviamente mais próximos de conquistas, portanto, não estamos comemorando pura e simplesmente os resultados financeiros, mas estamos sim estimando um sucesso esportivo que virá de acordo desta administração de time GIGANTE que somos!

[cryout-button-color url=”#” color=”#ff0800″][/cryout-button-color] Tabela Comparativa de Publico e Renda do Paulistão 2015

Tabela Comparativa de Publico e Renda do Paulistão 2015

tabela2

 

 

O FENÔMENO DE BILHETERIA DO ALLIANZ PARQUE

ALLIANZPARQUESUCESSOIlustres Palestrinos,

O Allianz Parque é um fenômeno, um sucesso de publico e bilheteria e como, muitos de nós, já havíamos previsto, um divisor de águas para a Sociedade Esportiva Palmeiras. Enquanto alguns ainda torcem o nariz para reconhecer que o Palmeiras voltou a se agigantar e assumir o papel de protagonismo, muitos da imprensa, artigos, publicações e comentários já se dão conta que a maré virou de vez e a tendencia é seguir surpreendendo com grandes públicos, rendas gordas e transformando o Allianz Parque no alçapão que sempre foi o antigo Palestra Itália.

Os números são espetaculares, inclusive considerando os amistosos realizados na pré-temporada e uma projeção pessimista pode levar a uma receita jamais conseguida por um clube brasileiro em toda a história.

O que mais tem surpreendido é que aliado a um publico grande nos jogos, o programa Sócio Avanti cresceu espetacularmente chegando hoje acima de 99 mil sócios, mas mesmo assim, o preço médio do ingresso segue muito alto, onde nas contas da ESPN é de R$76,30 enquanto os demais clubes estão com média de R$33,10, ou seja, mais que o dobro, logo se avalia que o Palmeiras tem conseguido levar publico mesmo com preços altos, pois em outro levantamento apurado pelo GE indica que em média, 75% dos ingressos são adquiridos por sócios Avanti, então, apenas 25%, ou 1/4 do publico compra seus ingressos com valor cheio.

Vejam na tabela abaixo os públicos e rendas de todos os oito jogos ocorridos no Allianz Parque com mando de jogo do Palmeiras; Não há nesta lista os números do jogo contra o AUDAX, pois este jogo teve sua renda destinada para o time de Osasco.

Números de todos os jogos do Allianz Parque
Jogo Publico Renda Bruta Receita Liquida
Palmeiras x Sport-PE 35.939 R$ 4.915.885,00 R$ 3.623.234,67
Palmeiras x Atlético-PR 33.151 R$ 2.976.260,00 R$ 1.907.540,87
Palmeiras x Shandong 27.013 R$ 1.568.020,00 R$ 961.601,01
Palmeiras x Red Bull  20.151 R$ 944.345,00 R$ 480.130,89
Palmeiras x Ponte Preta 24.834 R$ 1.765.765,00 R$ 1.082.869,74
Palmeiras x SCCP 29.072 R$ 2.646.893,75 R$ 1.743.807,48
Palmeiras x Rio Claro 17.808 R$ 1.134.780,00 R$ 576.953,27
Palmeiras x Capivariano 32.134 R$ 2.578.175,00 R$ 1.698.534,68
Soma Total 220102 R$ 18.530.123,75 R$ 12.074.672,62
Média Total 27513 R$ 2.316.265,46 R$ 1.509.334,07
Jogo do Capivariano com renda liquida estimada

Conforme a tabela acima, o preço médio do ingresso dos oito jogos foi de R$ 84,19, considerando apenas o Paulistão é de R$ 78,24, mas a pergunta que todos querem saber é qual a projeção de receita com bilheteria para 2015, então vamos as contas: Vamos considerar que o Palmeiras fará pelo Paulista mais 7 jogos, 4 da primeira fase, o jogo das quartas, da semifinais e a final, mais 19 jogos do Brasileirão e mais 7 jogos da Copa do Brasil, considerando que o Palmeiras fará jogos de volta nas duas primeiras fases e chegaremos na final, logo totalizando os três torneios faremos um total de mais 33 jogos no Allianz Parque que se somarão aos 6 jogos atuais que completarão 39 jogos.

Considerando a média de publico atual de 2015 (excluindo portanto os dois jogos de 2014) de 25.169 torcedores e renda liquida também destes 6 jogos de 2015 de R$ 1.090,649,51 segue a projeção de receita apenas com bilheteria.

Estimativa de Receita no Allianz Parque em 2015
Jogos até hoje Publico médio Renda Bruta até hoje Renda Liquida até hoje
6 25.169 R$ 1.772.996,45 R$ 1.090.649,51
Total de Jogos 2015 Publico médio Estimado Renda Bruta Estimada Renda Liquida Estimada
39 25.169 R$ 69.146.861,87 R$ 42.535.331,04

Portanto, nossa estimativa final é que apenas com bilheteria dos jogos do Palmeiras teremos uma receita liquida (já com os custos descontados) de mais de 42 milhões de reais, ou seja, mais receita que os patrocínios na camisa adquiridos em 2015.

Vale ressaltar que há ainda outras boas receitas previstas com o Allianz Parque que não estão contabilizadas apenas na bilheteria dos jogos do Verdão: Estacionamento (20%), Shows (5%), Outros jogos e eventos (5%), Naming Rights (5%).

Já temos 15 milhões anuais com Naming Rights com o nome do estádio, ou seja, 750 mil reais e há uma previsão de mais dois Naming Rights em dois setores no valor total de 15 milhões cada, ou seja, 30 milhões totais que dará 1,5 milhão em 2015.

Além destas receitas haverá investimento da loja oficial do Palmeiras, Academia Store, pois haverá uma loja de aproximadamente 400 metros quadrados, a ser inaugurada perto do início do Campeonato Brasileiro, e mais três quiosques, esses já em funcionamento, colocados em pontos estratégicos, em locais com maior circulação de torcedores.

Vejam abaixo algumas comparações feitas na ESPN sobre os excelentes números do Palmeiras no Allianz Parque:

1) A arrecadação do Palmeiras na sua casa representa 39% do valor total faturado por todos os 12 principais clubes do país nos estaduais desta temporada. O segundo na lista é o SCCP, com ‘apenas’ 15%.

2) Somados, os três principais rivais do Palmeiras têm praticamente a metade da renda obtida pelo Palmeiras no Paulista: são R$ 5,8 milhões de SCCP, Sardinhas, SPFW.

3) O Palmeiras arrecadou mais do que todo o Campeonato Carioca até agora (cerca de R$ 7 milhões). E também do Gaúcho (R$ 6,5 milhões) e goleia o Mineira (na casa dos R$ 3,5 milhões). E fica perto de todos os outros jogos do Paulista (R$ 10,5 milhões).

4) A principal razão da bilheteria polpuda do Allianz Parque está no preço dos ingressos. O valor médio dos jogos disputados lá é de R$ 76,3, contra R$ 33,1 da média de todos os grandes.

5) Na sua casa, o Palmeiras ganha muito mesmo com uma média de 25,6 mil pagantes por jogo, ou cerca de 60% da capacidade do Allianz Parque: ou seja, a chance de ganhar mais dinheiro existe.

Agora vejam o que aconteceu no jogo do Maracana: O maior público do Brasil em 2015, de 44.329 pagantes teve renda menor que o jogo do Palmeiras, total de R$ 2.129.865,00 e apenas 24% desta rend toda foi parar nos cofres dos clubes, ou seja, apenas R$ 505.755,89, portanto, ainda tinha caboclo que dizia que o Palmeiras estava fazendo um mal negócio, inocentes!

HOJE SEPULTAMOS O PIOR PALMEIRAS DO SÉCULO

adeuswesley

Credito da Imagem: Palmeiras Mil Grau

Ilustres Palestrinos,

Talvez poucos de nós se deu conta da importância do dia 27 de fevereiro de 2015, mas farei meu dever de informa-los que hoje trata-se do dia onde, no meu ponto de vista, sepultamos de um vez por todas o pior Palmeiras do Século sem sombra de duvidas!

Hoje é dito como importante, pois trata-se do ultimo dia de trabalho de Wesley Lopes Beltrame que ficará marcado por muito tempo, como a contratação mais desastrosa dos últimos tempos do futebol brasileiro, um jogador, que veio com pompa de craque, através de um sistema patético de vaquinha, estimulado por um dos piores presidentes da Sociedade Esportiva Palmeiras, o elemento chamado Arnaldo Tirone, contratação esta que até hoje nem foi paga direito e hoje, este jogador se despede do clube após três anos sem compensar um tostão sequer do que foi investido e para piorar o cenário, ainda saíra gratuitamente, confirmando o quanto foi desastrosa a investida do Palmeiras por este individuo.

Nem citarei o fato que Wesley, a partir de amanha, vestirá as cores soberbas do clube em real decadência do futebol paulista porque tenho total certeza que este elemento também fará com que seus torcedores fiquem putos, mas antes que me esqueça, lá é SPFW, lá ninguém fica putinho, lá no máximo ficam chateadinhas!

Bem, vamos ao assunto principal desta publicação que se refere ao pior Palmeiras do século, obviamente que me refiro ao elenco de 2014 e, as lamentáveis campanhas de um time medíocre que deveria cair no esquecimento de todos nós que sofremos, mas provavelmente será muito lembrado, principalmente pelos odiadores de nosso clube.

Engana-se os que pensam que a culpa exclusiva do elenco de 2014 recai apenas sobre a gestão de Paulo Nobre e novamente Wesley é a simbologia deste discurso, pois o mesmo veio na gestão, que repito, mas nunca é demais, de um dos piores presidentes que já tivemos, um senhor que nunca teve o discernimento adequado que se exige de um presidente para comandar um clube da grandeza do Palmeiras. Paulo Nobre, em sua gestão em 2013, fez o feijão com arroz básico apenas para retornar o clube para a série A e vimos um 2014 até promissor, com um inicio de temporada no minimo  respeitável, mas no decorrer da temporada fomos vendo o time minguar de forma caótica e deplorável chegando no final da temporada num cenário catastrófico e na dependência de outros e da ruindade de outros mais para ficarmos na elite do futebol. O time que terminou a temporada no ultimo jogo é sim um dos piores da historia e digo mais, pior até que os times que caíram em 2002 e 2012, ou seja, conseguiram a proeza de fazer piorar o que parecia “inpioravel”.

Mas vem você educadamente e me pergunta porque a morte deste Palmeiras só ocorre hoje com a saída do lastimável Wesley: A resposta é atitude! Pra se tornar o pior dos piores o que mais faltou foi compromisso, honra a camisa e dignidade, mas obviamente que também faltou futebol, tática, técnica, sorte e organização, mas a falta de compromisso destoa dos demais aspectos e novamente Wesley é o simbolo desta tese aqui publicada, pois o que restou ao Palmeiras de 2014 no final de temporada foram jogadores ruins e medíocres que mal sabiam correr, chutar, dar bica pra fora e três cabeças pensantes; Prass, Valdivia e Wesley! Por mais que saibamos que Wesley foi terrivelmente mal, nós sabíamos que ali tinha potencial para mais, sabíamos que ali teria condições de pensar lances que são os diferenciais em jogos amarrados, mas visivelmente se via no semblante de Wesley que ele não estava nem um pouco afim de gastar seus neurônios em pró do clube, mas no final do mês seu salário inflacionado caia bonitinho.

Os outros dois citados não entram na mesma discussão por motivos clínicos, no caso dos dois, pois ficaram boa parte da temporada lesionados, por motivo de falta do que fazer, pois Prass, como goleiro, nada pode fazer na armação do time e por fim porque se Valdivia não é uma sumidade como jogador e/ou esportista, pelo menos mostrou nos poucos momentos que esteve em campo, uma vontade acima do normal em colaborar e fazer o seu melhor pelo Palmeiras, por isso restou apenas Wesley, o simbolo marcante deste Palmeiras que quero esquecer!

Só como observação antes que os críticos venham com as pedras de sempre: Obviamente que não me refiro ao resto do elenco apenas como dragas inconcertáveis eternamente, principalmente Allione (que não jogou o ultimo jogo), Cristaldo e os garotos da base, mas a base do meu pensamento é se referir a quem se esperava mais, não apenas tecnicamente, mas como a inteligencia do time em campo.

Em 2015, o cenário é totalmente diferente, pois varias das contratações realizadas neste ano são de jogadores que também são inteligentes e cito Zé Roberto, Cleiton Xavier, Robinho, Alan Patrick, Dudu e Arouca. É assim, com este novo elenco, com um novo pensamento que esqueceremos de vez do sofrimento que vivemos em 2014.

Credito do Vídeo: Palmeiras Mil Grau